- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia...

Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto apelou hoje à humanização do relato sobre o conflito armado em Cabo Delgado, norte do país, destacando a história das vítimas, além dos números.

“Acho importante que a informação”, através dos órgãos de comunicação social, “transmita não só relatórios sobre as agressões, os ataques feitos por terroristas, mas construa a história das pessoas que estão a ser assassinadas”, referiu à Lusa.

Mia Couto falava na cidade da Beira, centro de Moçambique, onde hoje lançou o seu novo romance “O Mapeador de Ausências”, em que revisita memórias da infância que viveu naquela urbe.

Na altura desenrolava-se a guerra pela independência de Moçambique, hoje os confrontos armados têm outra natureza: em Cabo Delgado ataques terroristas estão a provocar uma crise humanitária sem precedentes, com milhares de vítimas.

“É preciso que essas pessoas tenham direito a ter um nome, a ter um rosto e não aparecerem só como números”, realçou o escritor, acrescentando que “é importante que a gente se conheça” e que “a família” ou “a pessoa que foi morta seja um moçambicano com direito a ter uma história”.

Rebeldes armados classificados como terroristas estão a provocar uma crise humanitária com 435.000 deslocados e 1.000 a 2.000 mortos desde há três anos, em Cabo Delgado, num conflito que se agravou desde janeiro.

Noutro palco, no centro do país, ex-guerrilheiros dissidentes da oposição são suspeitos da morte de cerca de 30 pessoas desde agosto de 2019.

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19. Cuba anuncia duas vacinas e já conta com quatro possíveis fármacos

Cuba anunciou quinta-feira que vai começar os ensaios clínicos de dois projectos de vacinas contra a Covid-19, que aumentam para quatro o número de...
- Publicidade -

Amor em tempos de cólera

Inspirados pela magia literária de Gabriel Garcia Marquez, acreditamos na nova aurora de liberdade proclamada em 2017 pelo Presidente João Lourenço, mas, três anos...

Exportações dão 11,14 mil milhões de dólares

As exportações somaram, nos sete primeiros meses deste ano, 11,14 mil milhões de dólares contra 20,68 mil milhões no mesmo período do ano anterior...

Inocêncio de Matos vai a enterrar sábado

O funeral de Inocêncio de Matos, o jovem manifestante morto no dia 11 de Novembro, em Luanda, vai ser finalmente realizado sábado, num dos...

Notícias relacionadas

Covid-19. Cuba anuncia duas vacinas e já conta com quatro possíveis fármacos

Cuba anunciou quinta-feira que vai começar os ensaios clínicos de dois projectos de vacinas contra a Covid-19, que aumentam para quatro o número de...

Amor em tempos de cólera

Inspirados pela magia literária de Gabriel Garcia Marquez, acreditamos na nova aurora de liberdade proclamada em 2017 pelo Presidente João Lourenço, mas, três anos...

Exportações dão 11,14 mil milhões de dólares

As exportações somaram, nos sete primeiros meses deste ano, 11,14 mil milhões de dólares contra 20,68 mil milhões no mesmo período do ano anterior...

Inocêncio de Matos vai a enterrar sábado

O funeral de Inocêncio de Matos, o jovem manifestante morto no dia 11 de Novembro, em Luanda, vai ser finalmente realizado sábado, num dos...

“Beleza”, o angolano que mostra a arte da capoeira na África do Sul

Mário Lopes pratica a sua arte mesmo tempo de pandemia Na cidade sul-africana de Cape Town, Márcio Lopes, mais conhecido por Beleza, é um angolano...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.