- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Vigília em Luanda em solidariedade com detidos na manifestação e que aguardam...

Vigília em Luanda em solidariedade com detidos na manifestação e que aguardam julgamento

Menos de 30 detidos foram ouvidos hoje e houve protestos e confrontos com a polícia.

Dezenas de pessoas, na sua maioria familiares e amigos dos activistas e políticos detidos durante a manifestação do dia 24 em Luanda, fizeram uma vigília em frente à Igreja da Sagrada Família na noite desta terça-feira, 27, como forma silenciosa de protesto pelas prisões e a demora do julgamento que devia ter sido realizado ontem.

O dia, como o de ontem, foi tenso, com o julgamento a ser realizado no Tribunal Provincial de Luanda a portas fechadas e longe da presença da imprensa.

Ante protestos dos familiares, amigos e activistas no local, a Polícia Nacional reforçou a sua presença no local e houve confrontos com os manifestantes a atirarem pedras e queimar pneus, enquanto os agentes respondiam com gás lacrimogéneo.

O conhecido activista Dago Nível, que também foi agredido frente ao Tribunal Provincial de Luanda, disse ter ido à vigília “para exigir a libertação dos seus companheiros e avisamos que os jovens não vão desistir”.

Ele afirmou que o “o julgamento passou para a esfera política e agora estão a avaliar as consequências da condenação dos jovens”, sublinhando que o Presidente João Lourenço não aprendeu com o passado.

Muitos manifestantes, que proferiam palavras de ordem contra o MPLA e ostentavam cartazes contra o desemprego e o Governo, disseram que vão manter-se nas ruas de Luanda.

O julgamento

Até ao início da noite, a VOA apurou que menos de 30 detidos foram ouvidos pelo tribunal, o que, a continuar neste ritmo, pode levar o julgamento durar toda a semana.

Uma fonte conhecedora do processo disse à VOA que a maioria dos detidos será acusada de crimes de ofensas corporais e de danos materiais e destruição de bens.

Entretanto, o advogado Zola Bambi, que detende alguns dos detidos, afirmou que as acusações “não estão muito fundamentadas”, mas não deu mais detalhes.

Dois dos detidos estão com Covid-19, aumentando o temor do alastramento da doença na cadeia, e há oito menores entre os detidos.

Todos foram detidos no sábado quando participavam numa manifestação contra o desemprego e a favor da marcação das eleições autárquicas, convocada por activista e que teve o apoio da UNITA.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -

UNITA defende conclusão do pacote legislativo autárquico

A Comissão Política da UNITA defendeu a conclusão da aprovação do Pacote Legislativo Autárquico até ao final do corrente ano, no quadro da preparação...
- Publicidade -

Covid-19 faz 124ª morte em Moçambique

A pandemia da COVID-19 voltou a fazer uma vítima mortal na cidade de Maputo. Trata-se de um moçambicano de 40 anos de idade, que...

Covid-19 em Portugal: Mais 74 mortes e 4044 infectados

O número de infectados ultrapassou os 58,6 milhões em todo o mundo. Já morreram 1,38 milhões de pessoas com covid-19 e 37,4 milhões recuperaram...

Países africanos preparam regresso aos mercados em 2021

Analistas antecipam que países da África subsaariana voltem a emitir dívida a partir de 2021, depois de saída dos mercados financeiros motivada pela pandemia...

Notícias relacionadas

UNITA defende conclusão do pacote legislativo autárquico

A Comissão Política da UNITA defendeu a conclusão da aprovação do Pacote Legislativo Autárquico até ao final do corrente ano, no quadro da preparação...

Covid-19 faz 124ª morte em Moçambique

A pandemia da COVID-19 voltou a fazer uma vítima mortal na cidade de Maputo. Trata-se de um moçambicano de 40 anos de idade, que...

Covid-19 em Portugal: Mais 74 mortes e 4044 infectados

O número de infectados ultrapassou os 58,6 milhões em todo o mundo. Já morreram 1,38 milhões de pessoas com covid-19 e 37,4 milhões recuperaram...

Países africanos preparam regresso aos mercados em 2021

Analistas antecipam que países da África subsaariana voltem a emitir dívida a partir de 2021, depois de saída dos mercados financeiros motivada pela pandemia...

Em tempos de pandemia, projecto em Angola facilita contacto de reclusos com famílias

Em Angola, projecto "parlatório virtual" prevê criação de salas de vídeo para ajudar reclusos no contato com seus familiares. É uma iniciativa do centro...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.