- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Governo Corrigir o que esta Mal MPLA solidário com deputado Rabelais, Oposição espera que Justiça funcione sem interferências...

MPLA solidário com deputado Rabelais, Oposição espera que Justiça funcione sem interferências políticas

O grupo parlamentar do MPLA solidarizou-se hoje, terça-feira, 27, com o deputado do MPLA, Manuel António Rabelais, que viu a plenária da Assembleia Nacional aprovar por unanimidade, com 170 votos a favor, nenhum contra e nenhuma abstenção, o projecto de resolução e o relatório parecer conjunto sobre a suspensão do seu mandato e consequente perda de imunidade, esperando que apresente argumentos convencíveis para provar a sua inocência nos actos em que é implicado.

“Esperamos que o nosso colega apresente junto das autoridades judiciais argumentos que provam a sua inocência neste processo em que está envolvido, porque foi o próprio MPLA que elegeu, no seu programa eleitoral de 2017, o combate à corrupção e ao nepotismo como prioridade”, disse aos jornalistas o deputado do MPLA, João Pinto.

Com este acto, que não é o primeiro na história do Parlamento angolano, segundo João Pinto, “o MPLA mostra à sociedade que não tem medo de mudanças e que continuará a respeitar a Constituição da República de Angola, aprovada em 2010”. A UNITA, na voz da deputada Miahela Webba, disse que a Assembleia Nacional cumpriu o seu papel e que agora espera que o processo não sofra interferências políticas junto das instituições judiciais.

“A UNITA sempre se mostrou preocupada com o excesso da corrupção e nepotismo em Angola, mas o Governo e partido no poder nunca tomaram medidas drásticas contra estas práticas nocivas”, declarou a deputada, sublinhando que os partidos políticos da oposição, especialmente a UNITA, e a sociedade civil, vão acompanhar o desfecho deste processo.

O presidente da CASA-CE, André Mendes de Carvalho, disse que de todas as acusações contra ex-ministro da Comunicação Social, a de violação de normas de execução do plano do orçamento, é esta de que pode ser responsabilizado. “Essa acusação de branqueamento de capitais não cai muito bem, porque o extinto Gabinete de Revitalização da Comunicação Institucional e Marketing da Administração (GRECIMA), actuou como uma casa de câmbio.

Aqui muita gente esteve envolvida”, acrescentou. O presidente do PRS, Benedito Daniel, disse que a Assembleia Nacional cumpriu aquilo que a Constituição diz a respeito dos deputados, quando estão envolvidos neste tipo de casos. “Vamos esperar que a Justiça faça o seu trabalho e o nosso colega se defenda”,resumiu.

O seu homólogo da FNLA, Lucas Ngonda,referiu que, perante estes casos, a Assembleia Nacional tem de ter uma cultura de Comissões Parlamentares de Inquérito para melhor averiguar. “Votámos uma resolução de que não temos um profundo conhecimento”, concluiu.

Manuel Rabelais é acusado de crimes de peculato, violação de normas de execução do plano e orçamento,recebimento indevido de vantagens e branqueamento de capitais, enquanto director do extinto Gabinete de Revitalização da Comunicação Institucional e Marketing da Administração (GRECIMA), entre os anos 2016 e 2017.

Além do ex-ministro da Comunicação Social, está igualmente arrolado no processo, como arguido, Hilário Santos, então assistente-administrativo do GRECIMA. O estatuto dos deputados dene que a perda das imunidades ocorre mediante um requerimento dos tribunais à Assembleia Nacional que, por sua vez, reunirá em plenário e, através de uma resolução, decidir pela retirada ou não das imunidades”.

De acordo com a Constituição da República, no seu artigo 150º, os deputados não podem ser detidos ou presos sem autorização a conceder pela Assembleia Nacional ou,fora do período normal de funcionamento desta, pela Comissão Permanente, excepto em agrante delito por crime doloso punível com pena de prisão superior a dois anos.

Após instauração de processo criminal contra um deputado e, uma vez acusado por despacho de pronúncia ou equivalente, salvo em agrante delito por crime doloso punível com pena de prisão superior a dois anos, o plenário da Assembleia Nacional deve deliberar sobre a suspensão do deputado e retirada de imunidades.

- Publicidade -
- Publicidade -

Lewis Hamilton testa positivo para a Covid-19 e falha GP de Sakhir

O piloto Lewis Hamilton "acordou na segunda-feira de manhã com sintomas ligeiros". O piloto britânico Lewis Hamilton (Mercedes) testou positivo à Covid-19 e não vai...
- Publicidade -

Assalto em Criciúma: Explosivos e “chuva de dinheiro” na rua

Assalto em Criciúma deixou reféns em via pública, quatro bombas desarmadas e dinheiro roubado de agência espalhado pelo chão Explosivos, dinheiro espalhado pelo chão e...

UNITA defende registo eleitoral independente

O maior partido da oposição angolana quer a realização de um novo registo eleitoral antes das eleições autárquicas, adiadas este ano. Analista defende que...

“O Banquete”: Irá a TPA abordar acusação de corrupção a Edeltrudes Costa?

A série de reportagens da Televisão Pública de Angola (TPA) sobre a corrupção, "O Banquete", tem dado muito que falar. Deputado da UNITA espera...

Notícias relacionadas

Lewis Hamilton testa positivo para a Covid-19 e falha GP de Sakhir

O piloto Lewis Hamilton "acordou na segunda-feira de manhã com sintomas ligeiros". O piloto britânico Lewis Hamilton (Mercedes) testou positivo à Covid-19 e não vai...

Assalto em Criciúma: Explosivos e “chuva de dinheiro” na rua

Assalto em Criciúma deixou reféns em via pública, quatro bombas desarmadas e dinheiro roubado de agência espalhado pelo chão Explosivos, dinheiro espalhado pelo chão e...

UNITA defende registo eleitoral independente

O maior partido da oposição angolana quer a realização de um novo registo eleitoral antes das eleições autárquicas, adiadas este ano. Analista defende que...

“O Banquete”: Irá a TPA abordar acusação de corrupção a Edeltrudes Costa?

A série de reportagens da Televisão Pública de Angola (TPA) sobre a corrupção, "O Banquete", tem dado muito que falar. Deputado da UNITA espera...

Mais 72 mortos, no dia em que o país ultrapassa os 300 mil casos de covid-19

Portugal ultrapassou, esta terça-feira, os 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia. Um dia marcado pela morte de mais 72 pessoas,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.