InicioMundo LusófonoGuiné-BissauPAIGC acusa Ministério Público de usurpar poder e perseguir antigo primeiro-ministro Aristides...

PAIGC acusa Ministério Público de usurpar poder e perseguir antigo primeiro-ministro Aristides Gomes

Partido manifestou o seu desagrado ao Presidente da República, Úmaro Sissoco Embaló.

O líder parlamentar do PAIGC denunciou o que chamou de “perseguição política” contra o antigo primeiro-ministro Aristides Gomes e acusou o Ministério Público (MP) de forjar acusações.

Califa Seide afirmou ainda que o MP tem estado a “usurpar poderes” e prepara um novo processo contra o antigo Chefe de Governo, que se encontra refugiado na sede das Nações Unidas em Bissau desde Março.

“Para nós é uma perseguição política e o PAIGC tem de denunciar e condenar este acto, sobretudo do Ministério Público, que é a nossa instituição que defende a legalidade, mas que anda a falsificar processos, a usurpar poderes e que não salutar para um Estado de Direito democrático”, afirmou Seide em declarações a jornalistas após um encontro com o Presidente da República nesta quarta-feira, 21, no qual o assunto foi tratado.

“O Ministério Público que tem estado a forjar processos e já foi desmentido pelo Tribunal de Relação, que desmentiu que haja qualquer processo contra Aristides Gomes”, acrescentou o também terceiro vice-presidente do PAIGC.

Sem dar muitos detalhes do encontro com o Presidente, Seide reconheceu que a negociação política “está numa boa via”, mas reiterou o pedido de uma abertura ao diálogo entre todos os actores políticos.

FonteVoA

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.