- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Huíla prepara "polémica" campanha de atribuição de Bilhete de Identidade

Huíla prepara “polémica” campanha de atribuição de Bilhete de Identidade

As autoridades judiciais da província angolana da Huíla preparam as condições necessárias para o início da polémica campanha de atribuição do bilhete de identidade por via do cartão do eleitor.

O conservador da Huíla, Mário Canganjo, avisou que dentro de alguns anos não se deve olhar o processo e culpar as conservatórias por terem dado bilhetes a estrangeiros pois eles estão apenas a obedecer à lei.

Na região, as projecções apontam para a emissão de 700 mil bilhetes de identidade até ao final do ano e um milhão até 2022, no âmbito da lei nº 4/9, de 30 de Julho, sobre o Regime Jurídico de Identificação Civil e Emissão de Bilhete de Identidade de Cidadão Nacional.

O diploma que passou este ano no crivo do Parlamento com o chumbo da oposição depois de acesos debates, foi considerado pela oposição como prova bastante das alegadas irregularidades que marcaram as eleições de 2017 pois posteriormente soube-se que muitos cartões de eleitor foram dados a estrangeiros.

O conservador dos registos da comarca da Huíla, Mário Canganjo, admite a complexidade do processo que vai exigir atenção dos especialistas para não violar a lei da nacionalidade.

“Nem todos que vão apresentar o cartão eleitoral devem ser registados”, disse afirmado que vai tentar utilizar “métodos próprios” para garantir que os que recebe os BI são cidadãos nacionais.

“Se for necessário utilizar a língua, vamos supor, ninguém me vai dizer que é de Caconda (município da Huíla) nasceu, cresceu e vive lá me apresente o cartão eleitoral e não sabe falar umbundo”, sublinhou, afirmando que essas técnicas e “com a intervenção dos sobas vamos na verdade ver que este portador do cartão eleitoral é ou não angolano”.

“Nós, como técnicos, vamos assumir e estamos a trabalhar, mas daqui a quatro, cinco não sei quantos anos, vão dizer que os conservadores registaram estrangeiros e eles vão se esquecer que recebemos orientações para registar a partir do cartão eleitoral”, afirmou, acrescentando que “o cartão eleitoral sim, mas precisamos de ter muito cuidado”.

Serafim Simeão, da comissão instaladora do PRA-JA Servir-Angola na Huíla, receia para as consequências futuras desta campanha para o país e pede rigor na sua aplicação.

“A nacionalidade é sagrada e em nenhum país no mundo que eu conheça vi essa facilidade de obtenção de nacionalidade”, disse.

“É uma pena que os que lideram o país só estão a ver o país agora, não estão a ver o futuro, uma vez que a lei já orienta entregar a nacionalidade por via do cartão eleitoral, mas é preciso fazer mesmo uma boa triagem”, acrescentou.

Para minimizar o défice de pessoal nesta campanha de atribuição do Bilhete de Identidade, os serviços de justiça deverão contar com cerca de 50 efectivos das Forças Armadas Angolanas (FAA) mediante um acordo celebrado com a 5ª região militar.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -

Parlamento anula transferência de 476 milhões do Fundo de Resolução para Novo Banco

Proposta do BE foi aprovada com votos a favor do PSD, PCP e PAN. O PS acusou já de madrugada o PSD de “irresponsabilidade...
- Publicidade -

Euclides da Lomba no “Conversas Acústicas”

O músico Euclides da Lomba é o convidado do programa Conversas Acústicas, a decorrer domingo, no Espaço Luanda. O evento consiste em noites multiculturais de...

PF investiga crimes na Petrobras em nova fase de Lava Jato

Autoridades cumprem dois mandados de busca e apreensão em Angra dos Reis e Aruruama, ambas cidades do Rio de Janeiro A PF deflagrou na última...

Livro “Recado aos chefes” já nas bancas

“Recado aos chefes” é o título do livro do jornalista José Ricardo André Francisco “Zé Ricardo”, que já está disponível nas livrarias, depois do...

Notícias relacionadas

Parlamento anula transferência de 476 milhões do Fundo de Resolução para Novo Banco

Proposta do BE foi aprovada com votos a favor do PSD, PCP e PAN. O PS acusou já de madrugada o PSD de “irresponsabilidade...

Euclides da Lomba no “Conversas Acústicas”

O músico Euclides da Lomba é o convidado do programa Conversas Acústicas, a decorrer domingo, no Espaço Luanda. O evento consiste em noites multiculturais de...

PF investiga crimes na Petrobras em nova fase de Lava Jato

Autoridades cumprem dois mandados de busca e apreensão em Angra dos Reis e Aruruama, ambas cidades do Rio de Janeiro A PF deflagrou na última...

Livro “Recado aos chefes” já nas bancas

“Recado aos chefes” é o título do livro do jornalista José Ricardo André Francisco “Zé Ricardo”, que já está disponível nas livrarias, depois do...

Moçambique: Lisboa envia equipa avaliar necessidade de apoio em Cabo Delgado

Na próxima semana chega a Moçambique uma delegação portuguesa que vai reunir com o Governo moçambicano para se especificar o tipo de apoio que...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.