- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Política Presidente do PRS: "Quem adiou as autarquias em Angola foi o Presidente...

Presidente do PRS: “Quem adiou as autarquias em Angola foi o Presidente da República”

A acusação é de Benedito Daniel, presidente do Partido de Renovação Social (PRS), em réplica ao discurso sobre o “Estado da Nação” proferido pelo Presidente angolano na quinta-feira passada.

Na semana passada, o Presidente da República afirmou que não era “justo” nem “correto” dizer que as autárquicas em Angola foram adiadas – porque, segundo explicou João Lourenço, ”não se adiam eleições que não foram convocadas”.  Mas as críticas às palavras do chefe de Estado não tardaram.

No dia a seguir ao discurso, o líder da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), Adalberto Costa Júnior, publicou na rede social Facebook uma série de recortes de imprensa a mostrar como as primeiras eleições autárquicas estavam, de facto, previstas para este ano.

Agora, é a vez do líder dos renovadores sociais criticar o Presidente da República. Benedito Daniel não tem dúvidas em apontar quem adiou o escrutínio.

“Quem adiou as autarquias foi mesmo o Presidente da República. Não faz sentido. O Conselho da República, que ele dirige enquanto chefe de Estado recomendara a realização das autarquias em 2020 e ele, como chefe de Estado, recomendou o contrário e ainda justifica que as eleições nunca foram convocadas”, argumenta Daniel.

Presidente de Angola, João Lourenço.
(DR)

Luta contra corrupção não pode ser “elitista”
Para o líder do Partido de Renovação Social (PRS), o Presidente João Lourenço devia ter aproveitado o discurso sobre o “Estado da Nação” para prestar mais esclarecimentos sobre o processo das autarquias.

“Devia no mínimo esclarecer as dificuldades encontradas, o modo delas serem suplantadas e a previsão da sua realização.”

Em relação à luta contra a corrupção, cavalo de batalha do Presidente João Lourenço desde que tomou posse, em 2017, o líder do PRS diz que é “necessário não tornar o processo elitista”.

“O combate à corrupção é um processo que deve envolver a participação de todo o cidadão para expurgá-la da sociedade, [é preciso] que não seja apenas para uma elite de políticos ou do judiciário. Todo o povo deve participar com mecanismos próprios para que o impacto se reflicta na sociedade”, acrescentou.

“Covid-19 para justificar má governação”
Por outro lado, Benedito Daniel acusa João Lourenço de se estar a socorrer da Covid-19 para justificar a má governação do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA).

Segundo o líder do PRS, a falta de emprego e de medicamentos nos hospitais, por exemplo, são problemas que já estavam por resolver muito antes da chegada do novo coronavírus.

“O chefe de Estado [levou] à Assembleia Nacional um relatório em que se exonera das responsabilidades da actual crise financeira que o povo vive e encontrou um culpado chamado Covid-19, a quem atribui todas as culpas.”

Na réplica ao discurso sobre o “Estado da Nação”, o líder dos renovadores sociais disse ainda que esperava uma mensagem de esperança aos cidadãos por parte do Presidente angolano.

No discurso, João Lourenço “fez uma incursão ao que foi feito, mas não disse o que será feito nem apresentou planos concretos para que os angolanos entendam que, afinal, o amanhã será melhor”, diz.

No entanto, é preciso que o Presidente apresente rapidamente esses planos, sublinha Benedito Daniel, porque Angola vive momentos difíceis com a pandemia e a subida dos preços dos principais produtos.

- Publicidade -
FonteDW
- Publicidade -

Tortuosos caminhos da liberdade (IV)

Arranco decidido para a terceira etapa do meu percurso, com o foco da corrupção a ocupar, bem contra a minha vontade – devo confessar...
- Publicidade -

Inaugurado em Luanda: Presidente propõe criação de fundo para manutenção do Arquivo Nacional

João Lourenço defende que a utilização do espaço deve obedecer a critérios que não pesem no bolso dos cidadãos, para que as pessoas possam...

Reações.Violência policial na França: a imprensa estrangeira em choque

Deriva autoritária? Caso George Floyd ao estilo francês? Após a divulgação de imagens da agressão a um produtor negro pela polícia e enquanto uma...

Falta de comida leva ursos a atacar túmulos na Rússia

Animais procuraram forma de sobreviver à fome O comportamento incomum dos animais foi observado em mais do que uma cidade, mas foi o município russo...

Notícias relacionadas

Tortuosos caminhos da liberdade (IV)

Arranco decidido para a terceira etapa do meu percurso, com o foco da corrupção a ocupar, bem contra a minha vontade – devo confessar...

Inaugurado em Luanda: Presidente propõe criação de fundo para manutenção do Arquivo Nacional

João Lourenço defende que a utilização do espaço deve obedecer a critérios que não pesem no bolso dos cidadãos, para que as pessoas possam...

Reações.Violência policial na França: a imprensa estrangeira em choque

Deriva autoritária? Caso George Floyd ao estilo francês? Após a divulgação de imagens da agressão a um produtor negro pela polícia e enquanto uma...

Falta de comida leva ursos a atacar túmulos na Rússia

Animais procuraram forma de sobreviver à fome O comportamento incomum dos animais foi observado em mais do que uma cidade, mas foi o município russo...

LIMA tem nova líder no Bengo

A nova presidente provincial do Bengo da Liga da Mulher Angolana (LIMA), Ana Paula Afonso, foi investida, ontem, em Caxito, substituindo Ana José Chumbo. A...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.