- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia BAI apresenta 1º relatório de Impacto Social em Angola

BAI apresenta 1º relatório de Impacto Social em Angola

Na semana em que se celebra do Dia Internacional da Informação sobre o Desenvolvimento, o Banco Angolano de investimentos apresentou esta segunda-feira, 19 de Outubro, o seu primeiro Relatório de Impacto, onde a instituição bancária quantifica em números e testemunhos os efeitos reais de 23 anos de aposta na economia, indústria, cultura, artes, desporto e formação profissional de milhares de angolanos.

O evento virtual, onde o referido relatório foi apresentado, contou com a participação e análise do PCE do BAI, Luís Lélis, do Economista Sérgio Calundungo, da Dra. Noelma D’Abreu, PCE da Academia BAI e da empresária Elizabeth Dos Santos, responsável pela Fazenda Pérola do Kikuxi.

Ao longo de hora e meia, os oradores convidados abordaram o impacto do Banco na economia e na sociedade ao longo dos seus 24 anos de existência, do ponto de vista do seu alinhamento aos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

Em termos de impacto social, o relatório coloca, em evidência, as iniciativas no sector da educação e da cultura, com destaque para a Academia BAI que já formou perto de 22 mil jovens desde a sua criação, em 2012. Desde então, foram mais de 2 milhões de horas de capacitação profissional nas áreas financeiras, de tecnologias de informação, entre outras. A instituição tem também um importante programa de Bolsas de Estudo BAI, que se destinam a jovens de todo o país e têm uma disponibilidade anual de 100 vagas nos cursos de licenciatura do Instituto Superior de Administração e Finanças (ISAF).

“Um banco, a partir do momento que compreende que na sua acção do dia-a-dia pode fazer as coisas sem danificar o ambiente, tem preocupação com as questões de género, tem politicas que promovam a transparência e o desenvolvimento dos seus clientes, tem preocupação com acções de responsabilidade social corporativa, é um banco que contribui para que o desenvolvimento seja sustentável”, defendeu Sérgio Calundungo.

Ao longo de 165 páginas, o relatório descreve também o impacto que teve na bancarização dos angolanos e que lhe valeu cinco prémios de “Melhor Banco”, atribuídos pela revista The Banker e pela Euromoney. Para tal, contribuíram iniciativas pioneiras em Angola, como o Mobile Banking e o facto de ter sido a primeira instituição financeira em Angola a emitir cartões de pagamento internacional. O BAI foi também o primeiro banco angolano a internacionalizar-se, com presença em Portugal, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe.

- Publicidade -
- Publicidade -

UNITA defende conclusão do pacote legislativo autárquico

A Comissão Política da UNITA defendeu a conclusão da aprovação do Pacote Legislativo Autárquico até ao final do corrente ano, no quadro da preparação...
- Publicidade -

Covid-19 faz 124ª morte em Moçambique

A pandemia da COVID-19 voltou a fazer uma vítima mortal na cidade de Maputo. Trata-se de um moçambicano de 40 anos de idade, que...

Covid-19 em Portugal: Mais 74 mortes e 4044 infectados

O número de infectados ultrapassou os 58,6 milhões em todo o mundo. Já morreram 1,38 milhões de pessoas com covid-19 e 37,4 milhões recuperaram...

Países africanos preparam regresso aos mercados em 2021

Analistas antecipam que países da África subsaariana voltem a emitir dívida a partir de 2021, depois de saída dos mercados financeiros motivada pela pandemia...

Notícias relacionadas

UNITA defende conclusão do pacote legislativo autárquico

A Comissão Política da UNITA defendeu a conclusão da aprovação do Pacote Legislativo Autárquico até ao final do corrente ano, no quadro da preparação...

Covid-19 faz 124ª morte em Moçambique

A pandemia da COVID-19 voltou a fazer uma vítima mortal na cidade de Maputo. Trata-se de um moçambicano de 40 anos de idade, que...

Covid-19 em Portugal: Mais 74 mortes e 4044 infectados

O número de infectados ultrapassou os 58,6 milhões em todo o mundo. Já morreram 1,38 milhões de pessoas com covid-19 e 37,4 milhões recuperaram...

Países africanos preparam regresso aos mercados em 2021

Analistas antecipam que países da África subsaariana voltem a emitir dívida a partir de 2021, depois de saída dos mercados financeiros motivada pela pandemia...

Em tempos de pandemia, projecto em Angola facilita contacto de reclusos com famílias

Em Angola, projecto "parlatório virtual" prevê criação de salas de vídeo para ajudar reclusos no contato com seus familiares. É uma iniciativa do centro...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.