InicioMundoAmérica LatinaQuem é Luis Arce, o virtual presidente da Bolívia que levou o...

Quem é Luis Arce, o virtual presidente da Bolívia que levou o país ao ‘boom’ económico nos anos 2000

Como ministro da Fazenda entre 2006 e 2017, ele conduziu o país a um dos melhores desempenhos económicos da região.

Luis Arce, virtual vencedor na disputa presidencial da Bolívia, estudou no Reino Unido e foi o responsável por um dos programas econômicos com maior disciplina fiscal da América Latina no início dos anos 2000.

Arce estudou na Universidade de Warwick, na Inglaterra, e foi ministro da Fazenda no governo do ex-presidente Evo Morales entre 2006 e 2017. No cargo, conduziu o país a um dos melhores desempenhos econômicos da região.

A Bolívia teve crescimento de 5% ao ano no período, manteve superávit em conta corrente e acumulou reservas internacionais graças ao aumento das receitas das exportações de gás natural. Nos últimos anos, no entanto, tanto a exploração quanto as exportações de gás caíram. As vendas de gás da Bolívia para Brasil e Argentina passaram de US$ 5,9 bilhões em 2013 para US$ 2,6 bilhões em 2019 – e devem chegar a US$ 1,8 bilhão neste ano.

020 Quem é Luis Arce, o virtual presidente da Bolívia que levou o país ao ‘boom’ econômico nos anos 2000

Em entrevista ao Valor em Julho, Arce afirmou que solicitará perdão da dívida por dois anos, quando deixar de pagar o serviço principal e juros. “Pediremos o perdão do serviço da dívida externa de 2020 e 2021. Queremos que organismos financeiros e credores perdoem dois anos de pagamento de juros e principal nesses dois anos.

Para a Bolívia, isso representaria US$ 800 milhões por ano, US$ 1,6 bilião no total. Se precisarmos de mais financiamento externo, vamos avaliar mais adiante”, disse ele. Além disso, ele se mostra favorável à manutenção da taxa de câmbio praticamente fixa de 7 bolivianos por dólar e propõe buscar alternativa às exportações de gás, como ampliar projetos de exploração de lítio, minério de ferro, investir em industrialização para substituição de importações e diversificar a produção agropecuária.

 

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.