- Publicidade-
InicioMundoÁfricaMadame Maya: como um estranho juntou uma fortuna fingindo ser filha de...

Madame Maya: como um estranho juntou uma fortuna fingindo ser filha de Bouteflika ex-PR da Argélia

Aquela que se apresentou como filha de Bouteflika para obter favores indevidos foi condenada em 14 de Outubro. De volta a uma saga incrível.

Quando um esquadrão de gendarmes sob o comando do general Ghali Belksir (agora em fuga entre Espanha e França) desembarcou em Julho de 2019 na villa 143 localizada em Moretti, um resort à beira-mar no oeste de Argel reservado para nomenklatura, ela não tinha ideia de que a dica dada por um informante seria tão valiosa.

Dentro desta residência opulenta que pertence a Madame Maya, cujo nome verdadeiro é Nachinachi Zoulikha-Chafika, os gendarmes põem as mãos num autêntico tesouro. Numa das paredes da villa, o proprietário guardou 9,5 milhões de dinares (630.000 euros), 30.000 dólares, 270.000 euros e 25 quilos de ouro avaliados em 1,3 milhões de euros.

Num país como a Argélia, onde o salário mínimo é de 18.000 dinares (cerca de 120 euros), esta fortuna adquirida por uma senhora de quem ninguém nunca ouviu falar antes deste mês de julho de 2019 causa um misto de descrença, de nojo e raiva dentro da opinião pública.

Fortuna colossal

O choque é ainda maior quando os argelinos descobrem que a senhora em questão seria a filha oculta do presidente Abdelaziz Bouteflika , destituído do poder em abril de 2019 após três meses de protestos que levaram milhões de pessoas às ruas.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.