- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política Militares na reforma ameaçam sair às ruas se Lourenço não responder às...

Militares na reforma ameaçam sair às ruas se Lourenço não responder às suas reivindicações

Sem dinheiro, os militares na reforma, deram ao Presidente da República um prazo até o fim do mês.

O discurso sobre o estado da Nação do Presidente angolano, na Assembleia Nacional, nesta quinta-feira, 15, não teve os aplausos de vários generais e oficiais na reforma e viúvas de militares que, bem ao lado, na Maianga, apelaram a João Lourenço que resolva um problema antigo: o pagamento das suas pensões e salários desde 2009.

Eles alertaram que se não houver uma resposta até o fim do mês sairão às ruas em protesto.

“O Presidente já se reuniu com kuduristas, com camponeses, etc., mas com militares está difícil e ele é nosso colega, conhece-nos bem, lutamos juntos, então que consciência é esta do Presidente, onde quer ele chegar com isso?”, questionou um oficial superior na reserva que se identificou apenas por Farrusco.

Outro militar, José Nelson, disse que “a opinião pública nacional e internacional (deve saber que) nós estamos a ser maltratados e humilhados, cortaram direitos adquiridos, não temos direito a comida, transporte, assistência médica, estamos a ser escravizados, dominados, nós enfrentamos guerras, mas hoje somos lixo, enquanto alguns governantes têm várias casas no exterior, nos EUA, França, Bélgica, são milionários, roubaram milhões e milhões e não nos pagam o nosso dinheiro por quê?”.

Uma viúva de um militar contou que ficou “com quatro filhos, sozinha, sem qualquer ajuda, a nossa voz também deve chegar ao Presidente da República”.

Ela acrescentou que recebia 4 mil kwanzas, mas teve o subsídio cortado e agora está a “ficar cega sem qualquer ajuda”.

Eles reiteraram que sairão às ruas se até ao fim do mês, o Governo não responder às suas exigências.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -

Gilberto Viríssimo: “Angola não está integrada em nenhum dos projectos de estradas regionais por culpa própria”

À frente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), desde 31 de Agosto, o angolano Gilberto Veríssimo, diz, em entrevista...
- Publicidade -

Brasil tem média móvel de 546 óbitos por dia devido ao novo coronavírus

O Brasil registrou nesta terça-feira, 20, uma média móvel de 546 óbitos por dia causados pela covid-19, número que compila dados dos últimos sete...

Novo acordo militar entre Índia e EUA ameaça a neutralidade de Nova Deli face a Pequim

Numa notícia avançada pelo jornal South China Morning Post, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o secretário de Defesa Mark Esper...

MPLA preocupado com geração de postos de trabalho para a juventude

O Bureau Político (BP) do MPLA recomendou, nesta terça-feira, 20, ao Executivo o incremento da promoção do auto-emprego e a geração de postos de...

Notícias relacionadas

Gilberto Viríssimo: “Angola não está integrada em nenhum dos projectos de estradas regionais por culpa própria”

À frente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), desde 31 de Agosto, o angolano Gilberto Veríssimo, diz, em entrevista...

Brasil tem média móvel de 546 óbitos por dia devido ao novo coronavírus

O Brasil registrou nesta terça-feira, 20, uma média móvel de 546 óbitos por dia causados pela covid-19, número que compila dados dos últimos sete...

Novo acordo militar entre Índia e EUA ameaça a neutralidade de Nova Deli face a Pequim

Numa notícia avançada pelo jornal South China Morning Post, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o secretário de Defesa Mark Esper...

MPLA preocupado com geração de postos de trabalho para a juventude

O Bureau Político (BP) do MPLA recomendou, nesta terça-feira, 20, ao Executivo o incremento da promoção do auto-emprego e a geração de postos de...

Última Hora: Homem armado faz vários reféns dentro de um banco na Geórgia

Um homem armado fez hoje à tarde vários reféns, ainda em número incerto, dentro das instalações de um banco na Geórgia, informaram as autoridades...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.