InicioCrónicas e ArtigosImprensa nigeriana sobre Angola: "Lourenço faz da corrupção uma prioridade, investigando e...

Imprensa nigeriana sobre Angola: “Lourenço faz da corrupção uma prioridade, investigando e processando familiares de JES por corrupção e nepotismo”

O presidente de Angola, João Lourenço, continua a perseguir o ex-presidente José Eduardo dos Santos, noticia hoje o Vanguard. “Em entrevista ao Wall Street Journal, Lourenço avaliou que o país perdeu até US $ 24 biliões de dólares na gestão do ex-presidente José Eduardo dos Santos”.

De acordo com o presidente, mais de metade do valor de 13,5 mil milhões de dólares, foi desviado através de contratos fraudulentos com a petrolífera estatal Sonangol, uma das principais instituições angolanas.

É o dobro das reservas líquidas de moeda estrangeira do país. O Wall Street Journal referiu que o valor revelado por João Lourenço não foi confirmado de forma independente, mas é “consistente com os montantes substanciais” já apreendidos no ano passado a Isabel e Filomeno dos Santos, filhos do ex-presidente.

Desde que José Eduardo dos Santos deixou o cargo, após 37 anos como chefe de Estado, a família de Dos Santos, e em particular a ex-presidente da Sonangol, Isabel Dos Santos, tem sido alvo das medidas anti-corrupção que Lourenço introduziu em 2017.

“Isabel Dos Santos, cujos bens foram apreendidos após ser nomeada suspeita de investigação de corrupção. Ela nega qualquer irregularidade e acusa Luanda de persegui-la. As autoridades angolanas dizem que recuperaram mais de USD $ 5 biliões em bens roubados. Desde que se tornou presidente em 2017, Lourenço fez do combate à corrupção uma de suas prioridades, investigando e processando familiares de seu antecessor por corrupção e nepotismo” – diz o jornal nigeriano.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.