- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Covid-19 OMS: "Parem de usar o confinamento como medida primária de controlo"

OMS: “Parem de usar o confinamento como medida primária de controlo”

David Nabarro, consultor do gabinete do diretor-geral da OMS, apelou aos governos para que não recorram ao confinamento como principal medida para controlar a propagação do novo coronavírus.

“Nós, na Organização Mundial de Saúde, não aconselhamos os confinamentos como medida primária de controlo deste vírus”, afirmou David Nabarro, enviado especial do gabinete do diretor-geral da OMS para o combate à pandemia do novo coronavírus.

“Os confinamentos têm uma consequência que nunca deve ser subestimada: tornam as pessoas pobres muito mais pobres”, acrescentou o especialista médico, em entrevista ao The Spectator.

Estas declarações alinham com o indicado na semana passada pelo diretor-executivo da OMS, Michael Ryan, que afirmou que o encerramento de países é uma situação a evitar porque tem consequências negativas nas populações. Estas afirmações não foram recebidas de forma consensual, sendo a organização acusada de volte-face em relação aos conselhos que deu inicialmente, quando a pandemia foi declarada.

“O único motivo que acreditamos que justifica um confinamento é para ganhar tempo para reorganizar, reagrupar, equilibrar os recursos; proteger os profissionais de saúde, que estão esgotados”, disse, acrescentando, porém, que “no geral, preferimos não o fazer”.

Nabarro indicou à mesma publicação que os dois grandes efeitos dos confinamentos são o impacto económico em pequenos países que dependem do turismo e níveis de pobreza maiores. “Apelamos a todos os líderes mundiais: parem de usar o confinamento como medida primária de controlo”, disse o especialista.

- Publicidade -
- Publicidade -

Norberto de Castro aguarda parecer da Comissão Eleitoral

Candidato diz que apesar do contratempo verificado no processo tem todas as condições reunidas para dar início à sua campanha. Depois de o Ministério da...
- Publicidade -

Dúvidas acabam em Novembro: Falta pouco para saber se haverá uma vacina eficaz

Há 44 candidatas em avaliação clínica e, destas, dez já estão na última fase de testes. No final de Novembro ,já se saberá se...

Organizações da sociedade civil repudiam cobrança de emolumentos no ensino secundário

Três organizações da sociedade civil realizaram, nesta terça-feira, 27, em Luanda, uma conferência de imprensa onde apresentaram uma carta aberta dirigida ao Presidente da...

Renovação: Congresso da FNLA agendado para Junho

O Comité Central da FNLA decidiu, ontem, agendar, para o período entre 16 e 19 de Junho, o quinto Congresso Ordinário do partido, que...

Notícias relacionadas

Norberto de Castro aguarda parecer da Comissão Eleitoral

Candidato diz que apesar do contratempo verificado no processo tem todas as condições reunidas para dar início à sua campanha. Depois de o Ministério da...

Dúvidas acabam em Novembro: Falta pouco para saber se haverá uma vacina eficaz

Há 44 candidatas em avaliação clínica e, destas, dez já estão na última fase de testes. No final de Novembro ,já se saberá se...

Organizações da sociedade civil repudiam cobrança de emolumentos no ensino secundário

Três organizações da sociedade civil realizaram, nesta terça-feira, 27, em Luanda, uma conferência de imprensa onde apresentaram uma carta aberta dirigida ao Presidente da...

Renovação: Congresso da FNLA agendado para Junho

O Comité Central da FNLA decidiu, ontem, agendar, para o período entre 16 e 19 de Junho, o quinto Congresso Ordinário do partido, que...

Ursula von der Leyen alerta que “Natal deste ano será diferente”

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que "o Natal deste ano será diferente" devido à pandemia de covid-19, e depende...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.