- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Inquérito do BNA 'destapa' falta de estabilidade financeira nas empresas

Inquérito do BNA ‘destapa’ falta de estabilidade financeira nas empresas

Entre as 673 pequenas e médias empresas analisadas, cento e cinco revelaram estar sem clientes, um total de 77 instituições admitiu que não conseguiram pagar os salários dos seus funcionários, enquanto 55 empresas revelaram que não conseguiram pagar fornecedores de matéria-prima.

O resultado do inquérito do Banco Nacional de Angola (BNA) sobre o impacto da Covid-19 em 673 Pequenas e Médias Empresas (PME”s) que operam em Angola atesta que, em Julho último, a situação das firmas continuava preocupante do ponto de vista da estabilidade financeira, visto que 79% das instituições revelaram estar a enfrentar problemas financeiros de vária ordem, entre os quais 25,7% admitiram falta de liquidez, assinala a pesquisa publicada esta semana.

Entre as 673 pequenas e médias instituições analisadas, cento e cinco revelaram estar sem clientes, correspondente a 15,6%, um total de 77 empresas admitiu que não conseguiram pagar os salários dos seus funcionários, enquanto 55 revelaram que não conseguem pagar fornecedores de matéria-prima, indicam dados do estudo analisado pelo Novo Jornal.

“Relativamente aos apoios recebidos pelas empresas, no âmbito das medidas de alívio tomadas pelo Executivo e pela banca, para mitigar os efeitos negativos da pandemia, o quadro continua a ser o mesmo, ou seja, mais de 80% das empresas consideram não ter recebido ainda nenhum apoio. A minoria dessas empresas já beneficiou de algum apoio, nomeadamente adiamento do pagamento das obrigações fiscais e contributivas [44 firmas], moratória no pagamento de crédito [17 empresas] e acesso a novas linhas de financiamento [16 pequenas e médias empresas] “, assegura o inquérito.

Do ponto de vista da recuperação do negócio como antes da situação da pandemia, 47,3% das empresas, ou melhor, 318 instituições, consideram ser necessário um período relativamente curto “até um ano” para a restauração da sua actividade, na sequência da Covid-19, ao passo que 102 das empresas indicaram ser necessário um período mais extensivo, mais de um ano.

- Publicidade -
FonteNJ
- Publicidade -

Terminal de passageiros do Porto de Cabinda a 70% de execução

As obras do quebra-mar e do terminal de passageiros do Porto de Cabinda apresentam uma execução física de 65 e 70 por cento, anunciou,...
- Publicidade -

Município de Buco-Zau tem novo administrador

O governador de Cabinda, Marcos Nhunga, nomeou, nesta quarta-feira, Óscar Dilo, para exercer o cargo de administrador municipal de Buco-Zau, em substituição de José...

Feira junta empreendedores do Bengo no mercado do Panguila

Vinte e cinco jovens dos seis municípios da província do Bengo participam, de 30 a 31 deste mês, no mercado do Panguila, na 1ª...

Ministro quer programas agrícolas resilientes

O ministro das Relações Exteriores, Téte António, destacou, nesta quarta-feira, a necessidade de se construir e tornar resilientes os sistemas da agricultura e das...

Notícias relacionadas

Terminal de passageiros do Porto de Cabinda a 70% de execução

As obras do quebra-mar e do terminal de passageiros do Porto de Cabinda apresentam uma execução física de 65 e 70 por cento, anunciou,...

Município de Buco-Zau tem novo administrador

O governador de Cabinda, Marcos Nhunga, nomeou, nesta quarta-feira, Óscar Dilo, para exercer o cargo de administrador municipal de Buco-Zau, em substituição de José...

Feira junta empreendedores do Bengo no mercado do Panguila

Vinte e cinco jovens dos seis municípios da província do Bengo participam, de 30 a 31 deste mês, no mercado do Panguila, na 1ª...

Ministro quer programas agrícolas resilientes

O ministro das Relações Exteriores, Téte António, destacou, nesta quarta-feira, a necessidade de se construir e tornar resilientes os sistemas da agricultura e das...

MPLA consternado pela morte do nacionalista Horácio Brás

O Bureau Político do Comité Central do MPLA manifestou, nesta quarta-feira, consternação pela morte do nacionalista Horário Pereira Brás, ocorrido na passada terça-feira, 27,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.