- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Uíge: Mulher acusada de espancar namorado até à morte fica em prisão...

Uíge: Mulher acusada de espancar namorado até à morte fica em prisão preventiva

Uma mulher de 45 anos que foi acusada de espancar o namorado, de 55 anos, até à morte, ficou esta quarta-feira em prisão preventiva após decisão do magistrado do Ministério Público (MP) junto do Serviço de Investigação Criminal (SIC). O crime ocorreu no dia 04 deste mês, na aldeia Caua Grande, município do Negage, província do Uíge.

Segundo conseguiu apurar o Novo Jornal junto de fonte do SIC-Uíge, a arguida está detida desde domingo, 04, depois de o namorado ter perdido a vida no momento em que estava a ser transportado para o Hospital Municipal do Negage.

A acusação diz que a mulher “desferiu vários golpes com objecto contundente (barrote) sobre a cabeça da vítima, causando-lhe também ferimentos ligeiros nas costas”.

A acusada não tem antecedentes criminais mas vai ficar agora em prisão preventiva a aguardar julgamento pelos crimes de agressões físicas graves e homicídio voluntário.

De acordo com a fonte do SIC, o motivo da discussão está relacionado com questões passionais, “terá tido início no sábado, arrastando-se até ao dia fatal, domingo”.

- Publicidade -
FonteNJ
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.