- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Covid-19 faz mais 14 mortos e 427 infetados em Portugal

Covid-19 faz mais 14 mortos e 427 infetados em Portugal

A covid-19 fez, nas últimas 24 horas, mais 14 mortos e 427 infetados em Portugal, de acordo com o boletim desta terça-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A maior parte dos óbitos ocorreram na região de Lisboa – 10, seguindo-se o Norte com três e o Centro com um.

Desde o início da pandemia, registaram-se 2.032 mortes e 80.312 infetados em Portugal.

O número de internados disparou para 732, com mais 31 doentes hospitalizados, ainda que haja menos dois nos cuidados intensivos (104).

Destaque, ainda, para mais 258 recuperados (50.712).

Há 46.437 pessoas em contactos de vigilância com as autoridades de saúde.

Boletim da DGS – 6 de outubro by TVI24 on Scribd

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 131 novos casos de infeção, contabilizando a região 40.731 casos e 806 mortes.

A região Norte regista mais 231 novos casos de infeção por SARS-CoV-2, totalizando 29.113 e 899 mortos desde o início da pandemia.

Na região Centro registaram-se mais 35 casos, contabilizando 6.503 casos e 268 mortos.

No Alentejo foram registados mais 15 casos de infeção, totalizando 1.587 e 25 mortos.

A região do Algarve tem notificados mais nove casos, somando 1.841 situações de infeção e mantém os 19 mortos.

Na Região Autónoma dos Açores foi registado mais um caso nas últimas 24 horas, somando 286 infeções e 15 mortos desde o início da epidemia.

Na Madeira, foram registados mais cinco casos, contabilizando 251 infeções, sem registo de óbitos.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções. A faixa etária entre os 40 e os 49 é a que regista o valor mais elevado.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 36.429 homens e 43.883 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 1.018 eram homens 1.014 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e trinta mil mortos e mais de 35,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

- Publicidade -
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...
- Publicidade -

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...

Notícias relacionadas

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...

MINSA teme colapso do sistema de Saúde

O secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, considerou sábado, em Luanda, que o aumento de infecções por Covid-19 no país pode...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.