- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Ataque contra autocarro faz cinco feridos no centro de Moçambique

Ataque contra autocarro faz cinco feridos no centro de Moçambique

Cinco pessoas ficaram feridas terça-feira quando o autocarro em que viajavam foi atingido por uma rajada de balas, em Muxungué-Inchope, quando seguia numa escolta militar obrigatória para civis no centro de Moçambique.

A Polícia da República de Moçambique (PRM) em Sofala, que confirmou o novo ataque ocorrido cerca das 08:00 de terça-feira (06.10), voltou a atribuir a violência à autoproclamada Junta Militar da RENAMO, um grupo dissidente liderado pelo general da ex-guerrilha Mariano Nhongo.

O incidente deu-se no troço Muxungué-Inchope, junto à principal estrada de Moçambique. A viatura e os passageiros tinham pernoitado em Muxungué (Sofala) e foram emboscados 30 quilómetros a norte da vila, depois de integrarem a coluna com escolta obrigatória para civis.

“Acabávamos de integrar a primeira coluna do dia e só ouvimos tiros e depois vidros de janelas a rebentarem e os passageiros agitados” contou à Lusa Merciano Almeida, um sobrevivente que viajava no autocarro. Depois do ataque, prosseguiu, o motorista percorreu a distância de 189 quilómetros para socorrer as vítimas no Hospital Provincial de Chimoio (HPC).

O veículo que fazia a ligação entre Maputo (sul) e Tete (centro) partiu da capital do país na segunda-feira e ficou com várias perfurações de balas nas partes lateral e traseira.

Em declarações hoje à Lusa, Juvenal Chitovele, médico no serviço de urgências no HPC, disse que a única vítima que deu entrada com um quadro clínico grave, alvejado numa coxa, continua estável, estando ainda em observação. Os restantes quatro pacientes tiveram alta médica.

Reforçadas medidas de segurança
A Polícia de Sofala assegurou que foram reforçadas medidas de segurança nos troços alvo de ataques a viaturas civis na estrada nacional número um (N1) nos distritos das províncias de Sofala e Manica.

“Ontem, ao longo da N1 no troço Muxungué-Inchope registámos um ataque protagonizado pelos ‘bandidos’ pertencentes à autoproclamada Junta Militar da RENAMO;” disse Daniel Macuacua, porta-voz do Comando da Polícia de Sofala, adiantando que foi restabelecida a circulação de viaturas e bens na via.

O responsável acrescentou que os atiradores estavam ao longo da via e empunhavam armas do tipo AK-47 quando dispararam contra os veículos.

- Publicidade -
- Publicidade -

Presidente da CEEAC defende construção de destinos comuns

O Presidente em Exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Ali Bongo, declarou este domingo que a única forma de tornar...
- Publicidade -

Pressão sobre o kwanza abranda no próximo ano

Analistas da Fitch Solutions prevêem ligeira recuperação na produção interna do petróleo e taxam a média da inflação nos 21,9 por cento até ao...

Obras da transformadora de café podem ser concluídas em 2021

A província do Uíge poderá ter, até Maio de 2021, uma nova fábrica de transformação de café, com capacidade para movimentar 700 toneladas por...

Angolanos recorrem ao método “Fazer Sócia” para sobreviverem

Para poderem comprar alimentos cada vez mais caros famílias e indivíduos angolanos têm que “fazer sócia”, um acto que consiste na junção de valores...

Notícias relacionadas

Presidente da CEEAC defende construção de destinos comuns

O Presidente em Exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Ali Bongo, declarou este domingo que a única forma de tornar...

Pressão sobre o kwanza abranda no próximo ano

Analistas da Fitch Solutions prevêem ligeira recuperação na produção interna do petróleo e taxam a média da inflação nos 21,9 por cento até ao...

Obras da transformadora de café podem ser concluídas em 2021

A província do Uíge poderá ter, até Maio de 2021, uma nova fábrica de transformação de café, com capacidade para movimentar 700 toneladas por...

Angolanos recorrem ao método “Fazer Sócia” para sobreviverem

Para poderem comprar alimentos cada vez mais caros famílias e indivíduos angolanos têm que “fazer sócia”, um acto que consiste na junção de valores...

Guiné-Bissau regista 14 novos casos para total de 2.403

A Guiné-Bissau registou na última semana 14 novos casos positivos para o novo coronavírus, num total de 2.403 infectados, e manteve o número de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.