InicioMundo LusófonoGuiné-BissauLGDH denuncia rapto de activista na Guiné-Bissau

LGDH denuncia rapto de activista na Guiné-Bissau

Liga Guineense dos Direitos Humanos, citando testemunhas, denuncia que o ativista político Queba Sané terá sido raptado “por um grupo de pessoas ainda por identificar”. O ativista terá sofrido intimidações dias atrás.

De acordo com as informações divulgadas pela LGDH na sua página no Facebook, Sané terá sido espancado, algemado, colocado numa viatura e depois raptado na noite desta segunda-feira (05.10).

Testemunhas ouvidas pela organização de defesa dos direitos humanos dizem conhecer a identidade dos responsáveis pelo rapto, assim como a titularidade da viatura utilizada no ato. No entanto, não avançaram mais detalhes, segundo a nota publicada pela LGDH.

Guiné Bissau (Foto ilustrativa).
(DR)

A LGDH afirma que o ativista guineense “havia denunciado à Polícia Judiciária, há 4 dias, supostas ameaças e intimidações de que estaria a ser alvo devido as opiniões e críticas que tem publicado na sua página pessoal nas redes sociais”.

No mesmo comunidade, a Liga Guineense dos Direitos Humanos “exige das autoridades policiais a localização imediata do paradeiro de Queba Sané”. Também a responsabilização dos autores do ato que a organização classificou como “hediondo” e que “atenta contra os pilares da democracia e do Estado de Direito”.

FonteDW

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.