- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Generais Kopelipa e Dino pediram adiamento da audição prevista para hoje no...

Generais Kopelipa e Dino pediram adiamento da audição prevista para hoje no DNIAP

Os generais Hélder Vieira Dias “Kopelipa” e Leopoldino do Nascimento “Dino” não compareceram esta manhã para serem ouvidos pela Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP) da Procuradoria-Geral da República (PGR), como estava previsto, na qualidade de arguidos, por não terem ainda constituída a sua equipa de defesa.

Os dois generais, igualmente dois dos mais conhecidos e ricos empresários angolanos, e duas das figuras mais preponderantes durante os anos de poder do ex-Presidente José Eduardo dos Santos, solicitaram o adiamento da audição, soube o Novo Jornal junto de uma fonte da PGR.

“Os generais Kopelipa e Dino solicitaram à PGR o adiamento da audição, na semana passada, fundamentando que ainda não constituíram advogados. Na petição, os generais pedem que sejam apenas ouvidos nos dias 13 e 14 desde mês”, disse a fonte sob anonimado.

Na entrada das instalações da DNIAP, o ex-ministro de Estado e chefe da Casa Militar do Presidente da República e o antigo chefe das comunicações da Presidência da República, eram aguardado por vários repórteres dos diferentes órgãos de comunicação social nacional e estrangeira, que pretendiam testemunhar a chegada dos “dois tubarões” do Governo do antigo Presidente José Eduardo dos Santos.

Segundo a PGR, os generais Hélder Vieira Dias Júnior “Kopelipa e Leopoldino do Nascimento “Dino” foram constituídos arguidos na semana passada por haver fortes indícios de terem beneficiado dos negócios que o Estado teve com a empresa China International Fund (CIF).

Entretanto, uma fonte da PGR avançou ao Jornal de Angola que os oficiais generais gozam de imunidades e não podem ser presos preventivamente antes do despacho de pronúncia.

De recordar que em Fevereiro último, a Procuradoria-Geral da República anunciou a apreensão dos edifícios CIF Luanda One e CIF Luanda Two, localizados na baixa de Luanda, em posse da empresa chinesa de direito angolano China International Fund Limitada.

Os edifícios foram apreendidos no âmbito da Lei sobre o Repatriamento Coercivo e Perda Alargada de Bens e da Lei Reguladora das Revistas, Buscas e Apreensões.

Foram, igualmente, apreendidos mais de mil imóveis no Condomínio Vida Pacífica e no Kilamba, todos em Luanda.

- Publicidade -
- Publicidade -

Presidente da CEEAC defende construção de destinos comuns

O Presidente em Exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Ali Bongo, declarou este domingo que a única forma de tornar...
- Publicidade -

Pressão sobre o kwanza abranda no próximo ano

Analistas da Fitch Solutions prevêem ligeira recuperação na produção interna do petróleo e taxam a média da inflação nos 21,9 por cento até ao...

Obras da transformadora de café podem ser concluídas em 2021

A província do Uíge poderá ter, até Maio de 2021, uma nova fábrica de transformação de café, com capacidade para movimentar 700 toneladas por...

Angolanos recorrem ao método “Fazer Sócia” para sobreviverem

Para poderem comprar alimentos cada vez mais caros famílias e indivíduos angolanos têm que “fazer sócia”, um acto que consiste na junção de valores...

Notícias relacionadas

Presidente da CEEAC defende construção de destinos comuns

O Presidente em Exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Ali Bongo, declarou este domingo que a única forma de tornar...

Pressão sobre o kwanza abranda no próximo ano

Analistas da Fitch Solutions prevêem ligeira recuperação na produção interna do petróleo e taxam a média da inflação nos 21,9 por cento até ao...

Obras da transformadora de café podem ser concluídas em 2021

A província do Uíge poderá ter, até Maio de 2021, uma nova fábrica de transformação de café, com capacidade para movimentar 700 toneladas por...

Angolanos recorrem ao método “Fazer Sócia” para sobreviverem

Para poderem comprar alimentos cada vez mais caros famílias e indivíduos angolanos têm que “fazer sócia”, um acto que consiste na junção de valores...

Guiné-Bissau regista 14 novos casos para total de 2.403

A Guiné-Bissau registou na última semana 14 novos casos positivos para o novo coronavírus, num total de 2.403 infectados, e manteve o número de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.