- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Covid-19: África regista mais 175 mortes e 7.673 casos de infecção em...

Covid-19: África regista mais 175 mortes e 7.673 casos de infecção em 24 horas

África registou mais 175 mortes devido à covid-19 nas últimas 24 horas, subindo o número de óbitos para 36.789, num total de 1.513.858 infetados, segundo os últimos dados sobre a pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas houve nos 55 Estados-membros da organização mais 7.673 casos da doença e 6.835 recuperados, para um total de 1.250.094.

Segundo o África CDC, a África Austral continua a registar o maior número de casos de infeção e de mortos, com mais 55 mortos nas últimas 24 horas, subindo para as 18.264 vítimas mortais, e o número total de infetados é agora de 746.459.

Só na África do Sul, o país mais afetado do continente, estão registados 681.289 casos e 16.976 mortes.

O norte de África, a segunda zona mais afetada pela pandemia, tem 354.799 pessoas infetadas e 11.427 mortos e, na África Ocidental, o número de infeções é de 178.573, com 2.635 vítimas mortais.

A região da África Oriental contabiliza agora 175.940 casos e regista 3.379 vítimas mortais e na África Central estão registados 58.087 casos e 1.084 óbitos.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 5.981 mortos e 103.683 infetados, e Marrocos contabiliza 2.330 mortos e 133.272 casos.

A Argélia surge logo a seguir, com 51.979 casos de infeção registados e 2.054 vítimas mortais.

Entre os seis países com mais afetados estão também a Etiópia, com 78.819 casos e 1.222 vítimas mortais, e a Nigéria, com 59.345 infetados e 1.113 mortos.

Em relação aos países africanos de língua oficial portuguesa, Angola lidera em número de mortos e Moçambique em número de casos.

Angola regista 195 mortos e 5.402 casos, seguindo-se a Guiné Equatorial (83 mortos e 5.045 casos, números iguais ao registo anterior), Moçambique (66 mortos e 9.196 casos), Cabo Verde (65 mortos e 6.360 casos), Guiné-Bissau (39 mortos e 2.362 casos) e São Tomé e Príncipe (15 mortos e 911 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 34,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.