- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Governo português convida empresas do Japão a concorrerem ao novo terminal do...

Governo português convida empresas do Japão a concorrerem ao novo terminal do porto de Sines

O convite foi feito esta semana pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, ao seu homólogo japonês, Toshimitsu Motegi. A Administração dos Portos de Sines e do Algarve lançou em outubro um concurso internacional para a construção de um novo terminal de contentores em Sines, em relação ao qual diversas empresas da China e dos Estados Unidos já manifestaram interesse em investir.

O Governo português convidou empresas do Japão a concorrerem ao novo terminal de contentores previsto para o porto de Sines, cujo plano estratégico para os próximos dez anos foi apresentado na passada quarta-feira, dia 30 de setembro, numa cerimónia presidida por Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas e da Habitação.

No entanto, segundo a informação veiculada na ‘newsletter’ digital da APP – Associação Portos de Portugal, foi Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, quem “transmitiu quarta-feira ao homólogo do Japão o interesse de Portugal em ver empresas japonesas concorrer à construção do segundo terminal do porto de Sines”.

“Augusto Santos Silva recebeu em Lisboa o ministro dos Negócios Estrangeiros japonês, Toshimitsu Motegi, naquela que foi a primeira visita de um chefe da diplomacia do Japão a Portugal em 18 anos e que ocorre por ocasião do 160.º aniversário do estabelecimento de relações diplomáticas entre os dois países”, avança a informação divulgada na ‘newsletter’ Portos de Portugal.

A mesma nota acrescenta que, “evocando a consolidação das relações culturais, políticas e económicas’, o ministro português salientou, em declarações à imprensa após o encontro, que o Japão ‘é atualmente um dos maiores investidores estrangeiros em Portugal”, onde está presente “no setor automóvel, agroalimentar e da energia’”.

“O investimento japonês em Portugal tem contribuído muitíssimo para o crescimento da economia e do emprego”, disse Santos Silva na ocasião.

“Por isso permiti-me aproveitar esta reunião para transmitir ao senhor ministro o pedido de divulgar junto das empresas japonesas ligadas ao setor portuário o interesse de Portugal em ver empresas japonesas e consórcios internacionais em que empresas japonesas estão presentes a concorrerem ao concurso que está em curso para o segundo terminal [de contentores] do porto de Sines”, afirmou.

A mesma nota da APP adianta que, “na sua declaração, o ministro japonês não se referiu diretamente a Sines, mas evocou ‘vários projetos económicos’ que abordou com Santos Silva, através dos quais disse esperar que os dois países possam ‘estreitar ainda mais as relações económicas’”.

A APS – Administração dos Portos de Sines e do Algarve lançou em outubro um concurso internacional para a construção de um novo terminal de contentores em Sines, em relação ao qual diversas empresas da China e dos Estados Unidos já manifestaram interesse em investir.

Curiosamente, à margem da questão do porto de Sines, os ministro Pedro Nuno Santos e Augusto Santos Silva envolveram-se esta semana numa polémica sobre o apoio que o PS deve conceder a Ana Gomes, candidata às eleições presidenciais.

- Publicidade -
FonteJE
- Publicidade -

Medidas sanitárias adiaram projecções da Organização Mundial da Saúde

As medidas sanitárias adoptadas permitiram com que o país adiasse, por três meses, a cifra dos dez mil casos de Covid-19, prevista para Junho,...
- Publicidade -

FACRA dispõe de 4 mil milhões de kwanzas para financiar empreendedores

O Fundo Activo de Capital de Risco Angolano (FACRA) exortou às sociedades e cooperativas de micro-crédito, a serem mais ágeis na concessão de empréstimos...

Conjuntura mundial determina variação das reservas líquidas

A medida que aumenta o impacto da crise sanitária pelo mundo, as projecções de crescimento das economias vão sendo frustradas. Na nossa economia, por...

Falta formação ao basquetebol – Bruno Fernando

O basquetebol baixou significativamente ao nível de competição e investimento na formação de atletas, afirmou o jogador angolano da Liga norte-americana (NBA), Bruno Fernando. O...

Notícias relacionadas

Medidas sanitárias adiaram projecções da Organização Mundial da Saúde

As medidas sanitárias adoptadas permitiram com que o país adiasse, por três meses, a cifra dos dez mil casos de Covid-19, prevista para Junho,...

FACRA dispõe de 4 mil milhões de kwanzas para financiar empreendedores

O Fundo Activo de Capital de Risco Angolano (FACRA) exortou às sociedades e cooperativas de micro-crédito, a serem mais ágeis na concessão de empréstimos...

Conjuntura mundial determina variação das reservas líquidas

A medida que aumenta o impacto da crise sanitária pelo mundo, as projecções de crescimento das economias vão sendo frustradas. Na nossa economia, por...

Falta formação ao basquetebol – Bruno Fernando

O basquetebol baixou significativamente ao nível de competição e investimento na formação de atletas, afirmou o jogador angolano da Liga norte-americana (NBA), Bruno Fernando. O...

JMPLA quer reforço do diálogo entre Executivo e sociedade civil

O primeiro secretário provincial da MPLA em Malanje, Dilangue Baião, defendeu sexta-feira a necessidade de diálogo permanente entre o Executivo e a sociedade civil,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.