InicioAngolaSociedadeCovid-19: Testes gratuitos 'enrolados' em polémicas

Covid-19: Testes gratuitos ‘enrolados’ em polémicas

Requerentes pretendem que o Ministério da Saúde adopte uma postura mais actuante nos locais onde as pessoas são testadas, a fim de se acabar com as situações que, segundo os mesmos, podem colocar em causa a imagem da própria instituição.

A procura pelos testes da Covid-19 acaba por ser, todos os dias, um dilema para as dezenas de pessoas que acorrem aos postos de testagem gratuita, instalados na capital do País, Luanda.

As enchentes e a morosidades no atendimento, apurou o Novo Jornal durante a sua reportagem no posto de testagem da Escola Nacional de Saúde, no Morro Bento, foram apontadas como os principais motivos da conjuntura.

Fernando Ferreira, 35 anos, responsável de construção civil na província do Kwanza-Sul, esteve no posto de testagem do Morro Bento e afirmou que já procura pelo teste desde a semana passada, uma vez que pretende viajar, mas não consegue devido às confusões e burocracias.

“Estou há oito dias à espera de uma oportunidade para fazer o teste, mas não consigo. Senhor jornalista, estou aqui desde as 6h da manhã e, mais uma vez, não fui atendido. Porém, vejo pessoas aqui serem atendidas de forma fácil. Tentei procurar saber os motivos e um dos meus colegas, que por acaso encontrei cá, disse-me que teve de pagar cinco mil kwanzas para ser atendido. Para além dele, outras pessoas com quem falei disseram que tiveram de pagar 10 mil kwanzas. Isso não é mentira, senhor jornalista. Estou a dizê-lo porque é verdade e tenho provas. Se, de facto, tivesse condições financeiras, não estaria mais aqui a lutar pelo teste”, lamentou Fernando dos Santos, que se encontrava visivelmente agastado e apreensivo com a situação no momento da reportagem.

Por isso, acrescentou, o Ministério da Saúde devia acompanhar esta situação, pois o atendimento naquele posto tem sido bastante péssimo, pelo que merece uma inspecção por parte das autoridades.

Chico Martins, 42 anos, outro cidadão que também esteve no local, disse ser um “episódio bastante lamentável”, tendo confessado que as coisas perderam o controlo e, por esse motivo, leva a que alguns brigadistas “tirem proveito da situação para fazer cobranças pelos testes”.

FonteNJ

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.