- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono S. Tomé e Príncipe São Tomé e Príncipe: Roças coloniais em contínua destruição, 45 anos após...

São Tomé e Príncipe: Roças coloniais em contínua destruição, 45 anos após a nacionalização

Quarenta e cinco anos após a nacionalização das propriedades agrícolas dos colonos portugueses, analistas e políticos divergem-se sobre a decisão tomada na histórica Praça Yon Gato, dois meses depois da independência, que colocou Manuel Pinto da Costa na liderança do novo Estado.

O economista Alcídio Montoya afirma que a data que devia ficar escrita com “letras de ouro”, como desejava o então Presidente da República, ficou como marco da destruição da economia de São Tomé e Príncipe.

“Tratou-se de uma decisão estritamente política, não teve qualquer base económica ou científica, observou unicamente critério ideológicos de orientação política virada para o socialismo”, diz Montoya.

Na análise de Albertino Bragança já era previsível a falência das roças produtoras de cacau e café em pouco tempo depois da nacionalização.

“Criamos um corpo directivo das roças com pessoas muito jovem e sem experiência, a falência começou a partir daí”, reconhece o antigo dirigente São-tomense.

Manuel Pinto da Costa, o homem que tinha assumido a liderança da jovem nação a 12 de Julho de 1975, dois meses antes da nacionalização das roças, diz que o país não tinha outra escolha.

“As roças pertenciam a empresas que com o 25 de Abril tinham sido todas nacionalizadas em Portugal. Depois da independência não tínhamos outra alternativa” explica Pinto da Costa.

Mas passados 45 anos do dia nacionalização, São Tomé e Príncipe continua a assistir a destruição de todo o património das antigas roças colónias.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -

Gilberto Viríssimo: “Angola não está integrada em nenhum dos projectos de estradas regionais por culpa própria”

À frente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), desde 31 de Agosto, o angolano Gilberto Veríssimo, diz, em entrevista...
- Publicidade -

Brasil tem média móvel de 546 óbitos por dia devido ao novo coronavírus

O Brasil registrou nesta terça-feira, 20, uma média móvel de 546 óbitos por dia causados pela covid-19, número que compila dados dos últimos sete...

Novo acordo militar entre Índia e EUA ameaça a neutralidade de Nova Deli face a Pequim

Numa notícia avançada pelo jornal South China Morning Post, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o secretário de Defesa Mark Esper...

MPLA preocupado com geração de postos de trabalho para a juventude

O Bureau Político (BP) do MPLA recomendou, nesta terça-feira, 20, ao Executivo o incremento da promoção do auto-emprego e a geração de postos de...

Notícias relacionadas

Gilberto Viríssimo: “Angola não está integrada em nenhum dos projectos de estradas regionais por culpa própria”

À frente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), desde 31 de Agosto, o angolano Gilberto Veríssimo, diz, em entrevista...

Brasil tem média móvel de 546 óbitos por dia devido ao novo coronavírus

O Brasil registrou nesta terça-feira, 20, uma média móvel de 546 óbitos por dia causados pela covid-19, número que compila dados dos últimos sete...

Novo acordo militar entre Índia e EUA ameaça a neutralidade de Nova Deli face a Pequim

Numa notícia avançada pelo jornal South China Morning Post, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o secretário de Defesa Mark Esper...

MPLA preocupado com geração de postos de trabalho para a juventude

O Bureau Político (BP) do MPLA recomendou, nesta terça-feira, 20, ao Executivo o incremento da promoção do auto-emprego e a geração de postos de...

Última Hora: Homem armado faz vários reféns dentro de um banco na Geórgia

Um homem armado fez hoje à tarde vários reféns, ainda em número incerto, dentro das instalações de um banco na Geórgia, informaram as autoridades...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.