InicioAngolaSociedadeAngola regista 739 suicídios no primeiro semestre do ano

Angola regista 739 suicídios no primeiro semestre do ano

Angola registou, nos primeiros seis meses do ano, 739 suicídios, segundo dados divulgados, nesta sexta-feira, em Luanda, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC).

Os dados a que a ANGOP teve acesso indicam que em 2019 foram registados 590 casos do género, enquanto em 2018 foram contabilizados 651.

A província de Luanda lidera, com 826 suicídios, segue-se a Huíla, com 118, Moxico, com 117, Lunda Sul e Benguela, com 105 e 101, respectivamente.

O director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do SIC, superintendente Manuel Halaiwa, que não precisou as causas e idades, avançou, no entanto, que neste momento peritos deste órgão afecto ao Ministério do Interior (Minint) estão empenhados a apurar dados precisos que reflictam as reais causas e as percentagens por sexo e idade.

“Estamos a trabalhar neste sentido. Em alguns casos, os familiares solicitam as autoridades para não divulgarem as causas, enquanto em outras deixam algum sinal e na maior parte dos casos recolhemos os cadáveres sem qualquer tipo de sinal que determinam o porque”, frisou.

A propósito, o padre da Igreja Católica, Samuel Jamba, sublinhou a necessidade de as pessoas não enveredar pela prática do suicídio como forma de resolver os diferendos ou dificuldades encontradas no quotidiano.

“Deus sempre encontra um caminho seguro para se ultrapassar os problemas”, disse o religioso, lamentando

Ao falar sobre a problemática do suicídio em Angola, a psicóloga criminal Suzana da Conceição Tumba apontou a depressão, os transtornos bipolar, personalidade, associado a abuso de álcool, esquizofrenia e outras drogas como principais factores de risco.

Acrescentou que por cada suicídio existem 10 tentativas em diferentes faixas etárias.

Por seu turno, o sociólogo Abel Chico adianta que o conflito militar em Angola não só devastou o país em termos físicos, mas, acima de tudo, afectou o sentido de confiança básica das pessoas e gerou traumas e perturbações até aqui não avaliadas na medida certa.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio ocorre ao longo de toda a vida e é a segunda principal causa de morte entre os jovens de 15-29 anos em todo o mundo.

A nível mundial, a taxa de suicídio situa-se entre as três principais causas de morte na faixa entre os 15 e 44 anos (ambos os sexos), dados que não incluem as tentativas de suicídio que ultrapassam em mais de 20 vezes os casos de suicídio consumado.

Entre 2014 a 2019, o SIC registou, no país, dois mil e 500 casos de suicídios.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.