- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política África do Sul reabre fronteira privilegiada com Angola

África do Sul reabre fronteira privilegiada com Angola

Apesar de contabilizar, nas últimas 24 horas, 5.114 casos positivos de covid-19, Angola está autorizada a viajar, através dos seus cidadãos, para a África do Sul, que reabriu nesta quinta-feira (dia 1 de Outubro) as suas fronteiras, depois de seis meses encerradas por força da referida pandemia.

Nesta reabertura, as autoridades sul-africanas proíbem “viajantes de lazer” de 57 países que consideram de “alto risco” imigrarem para este país da África Austral, estando Angola isentada da lista onde constam os EUA, a Grã-Bretanha, a Índia, França, Rússia e Holanda, Porto Rico, Qatar, Roménia, Venezuela e Trindade e Tobaco.

Citada numa nota dos Serviços de Imprensa da Embaixada de Angola em Pretória, datada de hoje, a ministra das relações internacionais e cooperação, Naledi Mandisa Pandor, explicou que a proibição é baseada nos critérios da Organização Mundial da Saúde, que define os país em três categorias, sendo de alto, médio e baixo risco.

“Quem pretende viajar para África do Sul para negócios ou lazer, deve possuir seguro de viagem e efectuar testes obrigatórios de PCR nas últimas 72 horas antes da partida do seu país de origem”, disse (em conferência de imprensa), a ministra Pandor, para quem a prioridade recai para os países africanos.

À chegada, de acordo com a ministra Naledi Pandor, os viajantes serão examinados aos sintomas da Covid-19, e quem testar positivo será submetido a uma quarentena de 10 dias por conta própria, refere o comunicado a que a Angop teve acesso, neste primeiro dia de Outubro .

Para esta abertura gradual das fronteiras, estão disponíveis apenas três aeroportos, designadamente o “OR Tambo Internacional em Joanesburgo” (Gauteng), “Cape Town Internacional” (Cab Ocidental) e “King Shaka em Durban/Kwazulu Natal”.

O documento enfatiza que as autoridades sul-africanas querem apostar gradualmente na recuperação e redinamização da indústria do turismo, responsável por três por cento (3%) do seu Produto Interno Bruto (PIB), calculado em mais de 860 mil milhões de dólares, e do garante de 10% de postos de trabalho.

A África do Sul, declarou o seu primeiro caso da Covid-19 a 5 de Março, altura em que decretou o Estado de Emergência de Nível 5, impondo um rigoroso protocolo de higiene e protecção; proibição da venda de álcool e tabaco; recolher obrigatório; e encerramento de fronteiras, escolas e superfícies comerciais.

Volvidos seis meses, já com o Nível 1 do Estado de Calamidade, a vida volta à normalidade com a reabertura de escolas, comércio, fronteiras e maior circulação interprovincial. Doravante ficam também autorizados os voos internacionais, oportunidade para a TAAG reactivar a ligação entre Luanda e Joanesburgo.

Nestes seis meses de Estado de Emergência, sublinha a nota da Embaixada de Angola em Petrória, o saldo vai para os registos de mais de 4 milhões e 164 mil testes de Covid-19, mais de 672.500 casos positivos, 16.667 mortes, 606.520 doentes recuperados e um total de 49 mil (10%) casos ainda activos de infecções.

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.