- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo EUA EUA pedem ao papa coragem para combater perseguição religiosa na China e...

EUA pedem ao papa coragem para combater perseguição religiosa na China e no mundo

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, pediu hoje ao papa Francisco “coragem” para combater as perseguições religiosas, particularmente face à China, com a qual o Vaticano está prestes a renovar um acordo sobre a nomeação de bispos.

“Apelo a todos os líderes religiosos que encontrem a coragem para enfrentar as perseguições religiosas das suas próprias comunidades e de outros tempos”, disse Pompeo num seminário, em Roma, em que participou também o arcebispo britânico Paul Gallagher, encarregado das relações do Vaticano com outros Estados.

Pompeo fez fortes críticas à China, que acusa de reprimir as minorias católicas e muçulmanas, acrescentando que “os dirigentes cristãos devem defender os seus irmãos e irmãs”.

“Em nenhum outro lugar como na China a liberdade de culto é tão atacada”, disse o chefe da diplomacia norte-americana, que citou em vários momentos o empenho do papa João Paulo II em relação ao bloco soviético, nos anos 1980, em nome do que o papa polaco considerava “o risco da liberdade”.

“Possa a Igreja, e todos os que sabem que um dia prestaremos contas a Deus, ser tão audaciosa nesta nossa época”, afirmou.

As relações entre os Estados Unidos e o Vaticano são tensas desde a assinatura, em setembro de 2018, de um histórico acordo provisório entre o Vaticano e a China sobre a nomeação de bispos.

A China e Vaticano romperam os laços diplomáticos em 1951, depois de Pio XII excomungar os bispos designados pelo Governo chinês.

Os católicos chineses dividiram-se então entre duas igrejas: a Associação Católica Patriótica Chinesa, aprovada por Pequim, e a clandestina, que continuou fiel ao Vaticano.

O acordo, em que o papa Francisco se empenhou para unir as duas igrejas católicas chinesas, dá ao Vaticano a última palavra na nomeação dos bispos chineses, o que já ocorreu por duas vezes desde a assinatura do pacto.

O Vaticano considera que é um direito seu nomear os bispos, visando preservar a sucessão apostólica que remonta aos apóstolos de Jesus Cristo, mas, até ao acordo, a China considerava a exigência do Vaticano uma violação da sua soberania.

Devido à disputa, o regime chinês nomeou, ao longo das últimas décadas, vários bispos sem o consentimento do papa, alguns dos quais foram depois excomungados pelo Vaticano, e os bispos que se mantiveram fiéis ao Vaticano foram detidos ou perseguidos.

Mike Pompeo não vai encontrar-se com o papa Francisco nesta visita a Roma, sendo recebido pelo “número dois” do chefe da Igreja Católica, Pietro Parolin.

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Angola com 203 novos casos e 46 recuperados

Duzentos e três novas infecções, quatro óbitos e quarenta e seis recuperados foram registados, nas últimas 24 horas, em Angola. Segundo o secretário de Estado...
- Publicidade -

Comité Central do MPLA analisa a situação do País

O Comité Central do MPLA reúne-se, hoje, na quarta sessão ordinária, para analisar a situação política, económica e social do país, além de questões...

Esfaqueamento em Nice: Pelo menos três mortos e vários feridos no interior de uma igreja

Pelo menos três pessoas morreram e várias ficaram feridas, num esfaqueamento, ocorrido na cidade francesa de Nice. O ataque aconteceu esta manhã, numa igreja....

Ministro Téte António desloca-se ao Congo Brazzaville

O ministro das Relações Exteriores, Téte António, deslocou-se, esta quinta-feira, ao Congo Brazzaville. Segundo uma nota de imprensa a que a ANGOP teve acesso, Téte...

Notícias relacionadas

Covid-19: Angola com 203 novos casos e 46 recuperados

Duzentos e três novas infecções, quatro óbitos e quarenta e seis recuperados foram registados, nas últimas 24 horas, em Angola. Segundo o secretário de Estado...

Comité Central do MPLA analisa a situação do País

O Comité Central do MPLA reúne-se, hoje, na quarta sessão ordinária, para analisar a situação política, económica e social do país, além de questões...

Esfaqueamento em Nice: Pelo menos três mortos e vários feridos no interior de uma igreja

Pelo menos três pessoas morreram e várias ficaram feridas, num esfaqueamento, ocorrido na cidade francesa de Nice. O ataque aconteceu esta manhã, numa igreja....

Ministro Téte António desloca-se ao Congo Brazzaville

O ministro das Relações Exteriores, Téte António, deslocou-se, esta quinta-feira, ao Congo Brazzaville. Segundo uma nota de imprensa a que a ANGOP teve acesso, Téte...

Covid-19: Síntese Nacional

O quadro epidemiológico nacional registou, até às 19 horas desta quarta-feira, 203 novos casos, 46 pacientes recuperados e quatro óbitos. Entre os novos pacientes consta...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.