- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Movicel recua na decisão de subir os preços dos diferentes planos tarifários

Movicel recua na decisão de subir os preços dos diferentes planos tarifários

O clamor dos clientes que se fez sentir depois de o Novo Jornal, a 17 deste mês, ter divulgado em primeira mão, que a Movicel se preparava para um escalada nos preços dos seus serviços, a empresa acabou por recuar na decisão tomada de aumentar os preços dos planos Takuiá e Kargas, e anunciou que vai repor, no próximo dia 01 de Outubro, alguns benefícios que os clientes tinham perdido.

A informação foi avançada à Rádio Nacional de Angola por Hélquio Vieira Dias, director-geral adjunto da Movicel, tendo afirmado que o recuo da decisão tem a ver com as contentes reclamações dos clientes da operadora telefónica, que começaram a surgir logo depois de o Novo Jornal ter divulgado os seus planos e o descontentamento dos clientes.

“Fruto das reclamações dos clientes, reunimos e estamos a fazer um ajustamento do tarifário dos planos Karga Leve, Karga Nice e Karga Tudo, a partir do dia 01 de Outubro”, disse o responsável que reconheceu a pressão dos clientes.

Segundo Hélquio Vieira Dias, os ajustes vão abranger os assinantes que procederam aos carregamentos com o tarifário em vigor desde 15 de Setembro deste ano.

“A Movicel está a rever a validade dos planos e resolver a questão dos benefícios de cada plano”, disse.

Hélquio Vieira Dias, garantiu que a equipa técnica trabalha na tramitação deste processo, cujo resultado será comunicado nos próximos dias e acrescentou também que o ajustamento dos tarifários que entrou em vigor no passado dia 15, ocorreu no âmbito de propostas apresentadas pelo regulador oficial.

O responsável disse ainda que a Movicel encontra-se num processo de transformação e quer primar por novos investimentos para a melhoria da sua rede, com o aumento do número de clientes nas 18 províncias do País e reconheceu que a empresa tem procurado estrategicamente adaptar-se às condições económicas e financeiras de mercado.

De recordar que os planos Takuia e Kargas sofreram mudanças, quer nos minutos, quer no preçário, no quadro do plano de transformação da empresa, que justifica a necessidade da melhoria da rede.

Actualmente quem carrega um plano por 30 dias paga 10 mil kwanzas contra os 2.200, 3.900 e 7.400 kwanzas, respectivamente.

- Publicidade -
- Publicidade -

Explosão de engenho provoca três feridos no Cunene

Três pessoas com idade entre 36 a 47 anos de idade ficaram, nesta segunda-feira, gravemente feridas, na localidade de Oshomukuyo, arredores da cidade de...
- Publicidade -

Malanje: CASA-CE quer mais empenho dos quadros

O secretário provincial executivo da CASA-CE em Malanje, Moisés Ngunza, pediu mais acções dos quadros da organização, para a revitalização da coligação, face aos...

Samakuva defende diálogo entre forças políticas

O ex-líder da UNITA, Isaías Samakuva, defendeu, esta segunda-feira, o diálogo entre o Governo e as formações políticas, para evitar "situações susceptíveis de perturbar...

Juristas angolanos alegam que estado de calamidade pública não impede direito de manifestação

Governo proibiu uma manifestação programada para sábado passado. Juristas angolanos concordaram esta segunda-feira que o decreto do estado de calamidade pública não se sobrepõe à...

Notícias relacionadas

Explosão de engenho provoca três feridos no Cunene

Três pessoas com idade entre 36 a 47 anos de idade ficaram, nesta segunda-feira, gravemente feridas, na localidade de Oshomukuyo, arredores da cidade de...

Malanje: CASA-CE quer mais empenho dos quadros

O secretário provincial executivo da CASA-CE em Malanje, Moisés Ngunza, pediu mais acções dos quadros da organização, para a revitalização da coligação, face aos...

Samakuva defende diálogo entre forças políticas

O ex-líder da UNITA, Isaías Samakuva, defendeu, esta segunda-feira, o diálogo entre o Governo e as formações políticas, para evitar "situações susceptíveis de perturbar...

Juristas angolanos alegam que estado de calamidade pública não impede direito de manifestação

Governo proibiu uma manifestação programada para sábado passado. Juristas angolanos concordaram esta segunda-feira que o decreto do estado de calamidade pública não se sobrepõe à...

PR nomeia Jomo Fortunato ministro da Cultura

Em nota, a Casa Civil refere que antes, noutro decreto, o Presidente da República exonerou Adjany da Silva Freitas Costa, do cargo de ministra...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.