Radio Calema
InícioDesportoFutebolPetro e 1.º de Agosto perdem milhões Kz com saída da ZAP

Petro e 1.º de Agosto perdem milhões Kz com saída da ZAP

1.º de Agosto e Petro de Luanda perdem mais de 220 milhões Kz cada por época (referentes aos direitos de transmissão), devido à “saída” da Zap do Girabola.

Com a retirada da Zap do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão (Girabola), as formações do 1.º de Agosto e do Petro de Luanda vão deixar de encaixar milhões Kz por época, em relação aos quatro anos que a maior cadeia televisão tutelou os direitos de transmissão dos jogos.

Segundo fonte ligada ao dossier, militares e tricolores, no primeiro ano de contrato com a ZAP, cada equipa levou para o seu cofre um total de um milhão de dólares, sendo que o mesmo valor era pago em kwanza, em função da taxa de câmbio do dia.

Nos três anos seguintes, as duas maiores formações nacionais, com a acentuada crise financeira que o País vive, registaram queda nos dinheiros que ganhavam da operadora, através dos direitos de transmissão de jogos do Girabola ZAP.

“No primeiro ano, recebemos um milhão de dólares cada, mas o valor foi-nos pago em kwanza. Nos anos seguintes, houve redução com câmbios nunca esclarecidos. Quando viram que não havia mais ninguém no mercado, eles é que estipulavam o quanto deviam pagar. Estava quase a meio milhão de dólares”, lembrou.

Em relação à diferença “abismal” dos valores que eram cabimentados às equipas de Luanda como às do interior do País, a fonte diz ser justa, em virtude de os militares e os tricolores terem aumentado o nível de audiência da ZAP, sobretudo nos dias em que fossem transmitidos os jogos das respectivas formações.

Em entrevista ao NJ, Nzolani Pedro, presidente do Santa Rita do Uíge, apontou que as “injustiças” na distribuição do dinheiro proveniente do patrocínio da ZAP não são novas, mas antigas.

FonteNJ

Siga-nos

0FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.