- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mais Entrevista Victor Hugo Mendes: “Todos nós temos medos, o que nos difere é...

Victor Hugo Mendes: “Todos nós temos medos, o que nos difere é que alguns têm coragem de enfrentar os seus”

Conhecido pela rádio tradicional, o escritor, radialista, jornalista, activista social, e palestrante angolano Victor Hugo Mendes, que actualmente reside em Portugal, falou em entrevista ao AngoRussia sobre os seus novos projetos e das experiências viradas na rádio online: “encontro na rádio victor online, uma forma de fazer passar a minha mensagem e sobre tudo dar voz as pessoas sem voz”.

A atravessar uma nova fase da sua vida, Victor Hugo Mendes disse que a sua vinda para Portugal, foi mais uma visão profissional, oportunidade que acabou por ter, para aproveitar o background que o país Europeu tem e que está a fazer-lhe muito bem a nível pessoal e profissional.

“Na verdade, a ideia de criar a rádio Victor já é antiga, uma ideia que vinha desde 2016. Comecei por ser um leitor, passei a partilhar livros na rádio, na televisão, acabei por ter uma livraria e depois por escrever um livro, sempre gostei de comunicar, trabalhei na rádio fui para a televisão e quando saí da TPA, entrei para a ZAP mas acabei por não ficar e em 2015 me desliguei da televisão, então acabei por me tornar independente”, começou por contar.

Victor Hugo continuou revelando que sempre teve o sonho de ter uma rádio FM, uma rádio convencional, mas os custos são altíssimos, então em 2016 disse: “Um dia vou ter a minha rádio”, só que aquele sonho de ter a rádio, era um sonho quase que irrealizável para a rádio convencional, mas foi aqui em Portugal no ano passado quando ouve o fim da relação laboral com a MFM que ressurgiu-lhe a ideia de fazer a ‘Rádio Victor’, só que sempre foi adiando, mas decidiu concretizá-la com o apoio do seu amigo Orlando Castro: “Victor Hugo eu acredito muito no teu projeto da rádio”, disse o amigo.

“Encontro na rádio Victor online, uma forma de fazer passar a minha mensagem e sobre tudo dar voz as pessoas sem voz”, contou VHM.

Sobre a rádio online, Victor Hugo  Mendes relata que está a ser uma experiência magnifica, a crescer todos os dias e desafia outras pessoas a criarem as suas rádios, que não tenham medo da concorrência. O também escritor justificou que para ele, o mais importante é o seu trabalho, a sua dedicação e está a ser uma coisa muito forte, porque têm tido muita boa audiência, um novo aprendizado a cada dia e esperam um dia chegar a FM.

Já no final, Victor Hugo conhecido também por trabalhar e impulsionar os jovens diz que o seu projecto para a juventude continua a ser de inspiração de passar experiência de consistência, incentivar e dizer as pessoas assim.

“Também tenho os meus problemas, todo mundo tem os seus problemas, todos nós temos um sonho, só temos de ser consistentes e disciplinados para atingir os nossos objetivos e os nossos sonhos”, encorajou o radialista.

E para os jovens que têm criatividade de escrever e não o fazem por medo de não serem lidos também deixou algumas palavras de apreço.

“Todos nós temos medos, o que nos difere é que alguns têm coragem de enfrentar os seus próprios medos, se tens medo vai mesmo assim, mas é preciso dizer que tens que ser disciplinado, tens que ter consistência e é uma questão de tempo até obteres os resultados”, aconselhou Victor Hugo Mendes.

 

 

- Publicidade -
- Publicidade -

Com aval do BP e BCE: Eurobic tem mais 12 interessados na compra

O banco português de capitais angolanos está a ser cobiçado e mais 12 candidatos posicionam-se depois do negócio não avançar com os espanhóis da...
- Publicidade -

Papam tudo, a música que mexe com tudo que é mau em Angola

Ao tempo em que saíu o single, o autor Jorge Monteiro, foi objecto de alguma curiosidade, a ponto de alguns programas da Rádio Nacional...

Governo brasileiro diz que vermífugo reduz carga viral do Coronavírus

O governo federal afirmou segunda-feira ter comprovado que o vermífugo nitazoxanida reduz a carga viral de pacientes infectados com o novo coronavírus. O anúncio...

Camilo Ceita esperava por “algum respeito e consideração”

Antigo director do INE soube da sua substituição pelas redes sociais, durante a tarde da última sexta-feira. Num ‘mail’ de despedida e agradecimento aos...

Notícias relacionadas

Com aval do BP e BCE: Eurobic tem mais 12 interessados na compra

O banco português de capitais angolanos está a ser cobiçado e mais 12 candidatos posicionam-se depois do negócio não avançar com os espanhóis da...

Papam tudo, a música que mexe com tudo que é mau em Angola

Ao tempo em que saíu o single, o autor Jorge Monteiro, foi objecto de alguma curiosidade, a ponto de alguns programas da Rádio Nacional...

Governo brasileiro diz que vermífugo reduz carga viral do Coronavírus

O governo federal afirmou segunda-feira ter comprovado que o vermífugo nitazoxanida reduz a carga viral de pacientes infectados com o novo coronavírus. O anúncio...

Camilo Ceita esperava por “algum respeito e consideração”

Antigo director do INE soube da sua substituição pelas redes sociais, durante a tarde da última sexta-feira. Num ‘mail’ de despedida e agradecimento aos...

Gilberto Viríssimo: “Angola não está integrada em nenhum dos projectos de estradas regionais por culpa própria”

À frente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), desde 31 de Agosto, o angolano Gilberto Veríssimo, diz, em entrevista...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.