Radio Calema
InicioMundoEuropaTurquia manda recado a Washington dizendo que não é 'colónia'

Turquia manda recado a Washington dizendo que não é ‘colónia’

O ministro da Saúde da Turquia criticou Washington por tratar o país como colónia, depois que a dívida da Turquia às empresas farmacêuticas norte-americanas subiu dez vezes em um ano.

O embaixador norte-americano David Satterfield está tratando a Turquia como uma colônia, disse na sexta-feira (25) o ministro da Saúde de Ancara, Fahrettin Koca, comentando a escalada da dívida que a Turquia tem com as empresas farmacêuticas dos EUA.

Durante uma conferência comercial na quarta-feira (23), Satterfield advertiu em “comentários infelizes” que as empresas farmacêuticas norte-americanas “vão considerar a possibilidade de sair do mercado turco ou reduzir a exposição ao mercado turco” devido à dívida pendente, que passou de US$ 230 milhões (R$ 1,28 bilião) no ano passado para cerca de US$ 2,3 biliões (R$ 12,8 biliões) actualmente, refere o jornal Financial Times.

“O que o embaixador fez não é correto nem ético. Ele está usando manipulação em um momento em que estamos mantendo conversações com empresas farmacêuticas. Ele pode ser capaz de fazer tais actos em colônias, mas este não é um país assim”, disse Koca aos repórteres segundo o jornal Daily Sabad, enquanto visitava Samsun, província da Turquia no mar Negro.
O presidente turco Recep Tayyip Erdogan e o ministro das Finanças Berat Albayrak garantiram ao secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, que pagamentos rápidos seriam providenciados quando Ross levantou a questão em 2019, disse Satterfield. No entanto, agora a Turquia está pedindo às empresas norte-americanas que aceitem pagamentos significativamente reduzidos, o que é inaceitável para Washington, referiu.

FonteSputnik

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.