- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Desporto Ténis Roland-Garros: Frederico Silva apurou-se para 3ª ronda das qualificações

Roland-Garros: Frederico Silva apurou-se para 3ª ronda das qualificações

O torneio de Roland-Garros começou nesta semana com a fase de qualificações para o torneio principal.

A maior prova francesa de ténis, Roland-Garros, já começou apesar das restrições ligadas à Covid-19.

Todos os atletas são testados e se um teste PCR for positivo, o tenista é excluído da prova, o que já aconteceu com cinco masculinos e uma feminina.

No que diz respeito aos atletas portugueses, Pedro Sousa e João Domingues foram eliminados na primeira ronda das qualificações, respectivamente pelo checo Lukas Rosol e pelo holandês Robin Haase.

Quanto a Frederico Silva apurou-se para a terceira e derradeira ronda das qualificações antes do torneio principal, eliminando respectivamente o sérvio Viktor Troicki e o brasileiro João Menezes.

Nesta quarta-feira, o atleta luso venceu em dois sets João Menezes com os parciais de 7-6 e 7-6.

No fim do encontro, em declarações à RFI, Frederico Silva mostrou-se satisfeito com o triunfo e esperar vencer o derradeiro encontro frente ao checo Tomas Machac.

Como podemos analisar o triunfo frente a João Menezes?

Foi um encontro bastante equilibrado. Já sabia que ia ser um jogo difícil contra o João, sabia que íamos ter pontos bastante longos, pontos bastante duros, com troca de bolas intensas e foi isso que acabou por acontecer. Felizmente consegui acabar o jogo em dois sets, conseguir vencer em dois sets, e estou muito satisfeito por ter ganho o jogo desta forma.

Dois triunfos em dois encontros, isso dá uma confiança…

Sem dúvida que dá confiança. Obviamente em Roland-Garros todos os jogos seriam difíceis. Tanto o jogo frente ao Viktor Troicki, como frente ao João Menezes, foram jogos muito difíceis com jogadores muito bons. O Troicki obviamente foi um jogador de topo há uns anos e continua a ser um jogador com um óptimo nível. O João é um jogador que está com um óptimo nível, também já teve melhor ranking e está com um muito bom ténis. Foram dois jogos muito importantes para mim. Primeira vez que joga aqui o qualifying de Roland-Garros em seniores e estou muito satisfeito por ter conseguido ganhar estes dois jogos. Agora vou tentar preparar da melhor forma o último jogo.

Agora vai defrontar Tomas Machac, que antevisão pode fazer?

Nunca joguei contra ele. Conheço pouco dele. Vou tentar recolher informações e ver alguns jogos dele, para me preparar da melhor forma para o jogo. Sei que é um jogador novo, com um nível muito bom, e sei que vai ser um jogo bastante complicado.

Pela primeiro vez, nos seniores, participa no torneio de qualificações de Roland-Garros, espera ser tao feliz como nos juniores onde venceu o título nos pares masculinos?

Tenho muito boas memórias de Roland-Garros, do tempo de juniores, mas a verdade é que já foi há alguns anos. Entretanto já aconteceu muita coisa. Já tive momentos muito bons, já tive situações complicadas com lesões nos seniores, e agora nesta altura estou muito contente por voltar a Roland-Garros, ter a possibilidade de jogar novamente neste torneio que obviamente é um dos melhores torneios do mundo. Estar aqui e ter feito dois bons jogos, e ter a possibilidade de jogar para entrar no quadro principal, deixa-me muito satisfeito, mas o meu principal objectivo era passar a fase de qualificação. Ainda me falta um jogo para cumprir o meu objectivo.

Como pode descrever o ambiente em Roland-Garros com todas as restrições?

Acaba por ser um bocado estranho, não estamos habituados ainda a que não haja qualquer tipo de público, a que as pessoas tenham de andar com máscara. Temos todos esses cuidados. A verdade é que temos de nos habituar a isto, não podemos facilitar nada. Aqui um teste positivo à Covid-19 significa que vamos sair do torneio e ninguém quer arriscar. Por isso todos nós temos o máximo de cuidados possíveis, e compreendemos que a organização tenha os seus cuidados. Todos nós vamos tentar ao máximo segui-los de forma a que a pandemia seja a mais controlada possível aqui dentro de Roland-Garros.

- Publicidade -
- Publicidade -

Economia de Angola sofre recessão de 8,8% no segundo trimestre

A economia de Angola registou um crescimento negativo de 8,8% no segundo trimestre deste ano face ao período homólogo, anunciou hoje o Instituto Nacional...
- Publicidade -

Explosão de engenho provoca três feridos no Cunene

Três pessoas com idade entre 36 a 47 anos de idade ficaram, nesta segunda-feira, gravemente feridas, na localidade de Oshomukuyo, arredores da cidade de...

Malanje: CASA-CE quer mais empenho dos quadros

O secretário provincial executivo da CASA-CE em Malanje, Moisés Ngunza, pediu mais acções dos quadros da organização, para a revitalização da coligação, face aos...

Samakuva defende diálogo entre forças políticas

O ex-líder da UNITA, Isaías Samakuva, defendeu, esta segunda-feira, o diálogo entre o Governo e as formações políticas, para evitar "situações susceptíveis de perturbar...

Notícias relacionadas

Economia de Angola sofre recessão de 8,8% no segundo trimestre

A economia de Angola registou um crescimento negativo de 8,8% no segundo trimestre deste ano face ao período homólogo, anunciou hoje o Instituto Nacional...

Explosão de engenho provoca três feridos no Cunene

Três pessoas com idade entre 36 a 47 anos de idade ficaram, nesta segunda-feira, gravemente feridas, na localidade de Oshomukuyo, arredores da cidade de...

Malanje: CASA-CE quer mais empenho dos quadros

O secretário provincial executivo da CASA-CE em Malanje, Moisés Ngunza, pediu mais acções dos quadros da organização, para a revitalização da coligação, face aos...

Samakuva defende diálogo entre forças políticas

O ex-líder da UNITA, Isaías Samakuva, defendeu, esta segunda-feira, o diálogo entre o Governo e as formações políticas, para evitar "situações susceptíveis de perturbar...

Juristas angolanos alegam que estado de calamidade pública não impede direito de manifestação

Governo proibiu uma manifestação programada para sábado passado. Juristas angolanos concordaram esta segunda-feira que o decreto do estado de calamidade pública não se sobrepõe à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.