- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Ásia Kim Jong-un pede desculpas por "vergonhoso" assassinato de oficial sul-coreano

Kim Jong-un pede desculpas por “vergonhoso” assassinato de oficial sul-coreano

O Ministério da Defesa sul-coreano acusou a Coreia do Norte de matar e incinerar o seu corpo de forma a impedir a transmissão da covid-19.

O líder norte-coreano Kim Jong-un pediu desculpa pelo assassínio de um oficial da Coreia do Sul nas suas águas territoriais, informou esta sexta-feira o gabinete da Presidência em Seul.

De acordo com a agência noticiosa da Coreia do Sul, Yonhap, Kim qualificou o incidente como “um caso vergonhoso” e pediu desculpa por “desapontar o Presidente Moon Jae-in e os sul-coreanos”.

O QUE ACONTECEU?
Na quinta-feira, o Ministério da Defesa sul-coreano acusou a Coreia do Norte de matar um dos seus oficiais, que tinha desaparecido na fronteira entre os dois países, e de ter incinerado o seu corpo, um ato descrito como “brutal”.

O ministério referiu que foram exigidas explicações a Pyongyang, segundo o comunicado então divulgado.

O oficial de 47 anos tinha desaparecido na segunda-feira quando estava a bordo de um barco do Ministério das Pescas que se encontrava na altura perto da ilha de Yeonpyeong, a cerca de dez quilómetros da fronteira marítima ocidental, a tensa e disputada Linha Limite do Norte.

As tropas norte-coreanas “encontraram o homem nas suas águas e cometeram um ato brutal ao atirar nele e incinerarem o seu corpo, de acordo com a exaustiva análise militar que fizemos de vários dados de inteligência”, informava-se na nota do ministério.

A embarcação sul-coreana estava a verificar uma possível pesca não autorizada perto da fronteira marítima inter-coreana, onde já ocorreram vários incidentes navais entre os dois países e ataques mortais atribuídos à Coreia do Norte.

O incidente deve aprofundar as tensões entre Seul e Pyongyang.

TENSÃO ENTRE AS DUAS COREIAS
As relações entre as duas Coreias continuam tensas, em especial após o impasse nas negociações nucleares entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos.

Em Junho, Pyongyang explodiu um gabinete de ligação inter-coreano no seu território, em represália contra a campanha de panfletos civis sul-coreanos lançados contra a Coreia do Norte.

No auge de sua rivalidade na Guerra Fria, a Coreia do Norte frequentemente rebocava à força os barcos de pesca sul-coreanos que operavam perto da fronteira marítima, mantendo alguns dos tripulantes a bordo e devolvendo outros.

Deserções de sul-coreanos para a Coreia do Norte são altamente incomuns. Mas mais de 30 mil norte-coreanos fugiram para a Coreia do Sul nos últimos 20 anos por razões políticas e económicas.

- Publicidade -
- Publicidade -

Yola Araújo e Bass reatam relacionamento

Os Cantores Yola Araújo e Bass reataram o namoro, soube o PLATINALINE de fontes próximas ao casal. A cantora, de 42 anos, e o...
- Publicidade -

Cristiano Ronaldo volta a testar positivo pela terceira vez e falha Barcelona

Cristiano Ronaldo terá testado positivo a uma infeção pelo novo coronavírus pela terceira vez. A notícia está a ser adiantada por diversos meios de...

Moro defende prisão em 2ª instância para processos já iniciados, e não apenas novos

O ex-ministro Sergio Moro (Justiça) defendeu que a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da prisão após condenação em segunda instância seja aplicada a...

Covid-19: Angola com 195 novas infecções e 43 recuperados

As autoridades sanitárias angolanas anunciaram, nesta quinta-feira, o registo de 195 novos casos e 43 pacientes recuperados. De acordo com o secretário de Estado para...

Notícias relacionadas

Yola Araújo e Bass reatam relacionamento

Os Cantores Yola Araújo e Bass reataram o namoro, soube o PLATINALINE de fontes próximas ao casal. A cantora, de 42 anos, e o...

Cristiano Ronaldo volta a testar positivo pela terceira vez e falha Barcelona

Cristiano Ronaldo terá testado positivo a uma infeção pelo novo coronavírus pela terceira vez. A notícia está a ser adiantada por diversos meios de...

Moro defende prisão em 2ª instância para processos já iniciados, e não apenas novos

O ex-ministro Sergio Moro (Justiça) defendeu que a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da prisão após condenação em segunda instância seja aplicada a...

Covid-19: Angola com 195 novas infecções e 43 recuperados

As autoridades sanitárias angolanas anunciaram, nesta quinta-feira, o registo de 195 novos casos e 43 pacientes recuperados. De acordo com o secretário de Estado para...

Angola continua sem os rastos de mais de 100 milhões de dólares desviados do erário público

Um esquema fraudulento em que uma empresa espanhola, num contrato com o Instituto Nacional de Estradas de Angola, rubricado há mais de 10 anos,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.