- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade A Polícia Nacional ainda comete muitos erros, diz Comandante Paulo Almeida

A Polícia Nacional ainda comete muitos erros, diz Comandante Paulo Almeida

O comandante-geral da Polícia Nacional (PN), Paulo de Almeida, defendeu hoje a necessidade de instruir e preparar melhor os efectivos da corporação de forma contínua para evitar incidentes com consequências e erros graves entre agentes e oficiais subalternos com a população na via pública.

Paulo de Almeida teceu estas considerações no encerramento do VI° curso de licenciatura em ciências polícias, que decorreu no início da tarde esta quinta-feira, 24, nas instalações do Instituto Superior “Osvaldo Serra Van-Dúnem.

“Nos últimos tempos, temos vindo a ser acusados e responsabilizados pela falta de civismo, falta de pedagogia, postura e ética, para além de outros actos indecorosos”, disse, acrescentando que “a Polícia Nacional tem de ter a moral firme, segura e confiante”.

Paulo de Almeida sublinhou que o programa de modernização e desenvolvimento da Polícia Nacional prioriza a formação e o ensino policial, “quer a nível académico ou superior.

O responsável garantiu, no entanto, que a meta da polícia é refrescar, actualizar, formar e capacitar os efectivos até 2022.

“A polícia é uma instituição de bem, de bem servir, a polícia deve ser o espelho da sociedade, a sua reserva moral… é a partir da postura e do seu comportamento que se avalia o estado ambiental do País e da sociedade, por exigirmos disciplina, e profissionalismo nos nossos actos e acções policiais”, descreveu.

O número um da corporação fez lembrar aos efectivos presentes no pátio do Serra Van-Dúnem e aos demais funcionários que compõem a Polícia Nacional que a lei é para cumprimento geral e obrigatório.

“Não há lei para A,B,C… todos nós devemos obediência à lei. Por isso a nossa actuação deve ser no estrito cumprimento da lei”, avisou, salientando que não é a Polícia Nacional que deve “fazer interpretações e desobedecer às leis públicas”, finalizou.

- Publicidade -
FonteNJ
- Publicidade -

Presidente da CEEAC defende construção de destinos comuns

O Presidente em Exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Ali Bongo, declarou este domingo que a única forma de tornar...
- Publicidade -

Pressão sobre o kwanza abranda no próximo ano

Analistas da Fitch Solutions prevêem ligeira recuperação na produção interna do petróleo e taxam a média da inflação nos 21,9 por cento até ao...

Obras da transformadora de café podem ser concluídas em 2021

A província do Uíge poderá ter, até Maio de 2021, uma nova fábrica de transformação de café, com capacidade para movimentar 700 toneladas por...

Angolanos recorrem ao método “Fazer Sócia” para sobreviverem

Para poderem comprar alimentos cada vez mais caros famílias e indivíduos angolanos têm que “fazer sócia”, um acto que consiste na junção de valores...

Notícias relacionadas

Presidente da CEEAC defende construção de destinos comuns

O Presidente em Exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Ali Bongo, declarou este domingo que a única forma de tornar...

Pressão sobre o kwanza abranda no próximo ano

Analistas da Fitch Solutions prevêem ligeira recuperação na produção interna do petróleo e taxam a média da inflação nos 21,9 por cento até ao...

Obras da transformadora de café podem ser concluídas em 2021

A província do Uíge poderá ter, até Maio de 2021, uma nova fábrica de transformação de café, com capacidade para movimentar 700 toneladas por...

Angolanos recorrem ao método “Fazer Sócia” para sobreviverem

Para poderem comprar alimentos cada vez mais caros famílias e indivíduos angolanos têm que “fazer sócia”, um acto que consiste na junção de valores...

Guiné-Bissau regista 14 novos casos para total de 2.403

A Guiné-Bissau registou na última semana 14 novos casos positivos para o novo coronavírus, num total de 2.403 infectados, e manteve o número de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.