- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Covid-19 Covid-19: Angola soma em média uma morte/dia

Covid-19: Angola soma em média uma morte/dia

Seis meses depois de Angola confirmar os dois primeiros casos positivos de covid-19, diagnosticados no dia 21 de Março último, o país regista uma média de 22 infectados e uma morte por dia, com um total de quatro mil e 117 contaminados pelo vírus Sars-Cov-2, nesse período.

Desse total, 154 pessoas morreram de covid-19, mil e 449 recuperaram da doença, e dois mil e 514 continuam com o novo coronavírus activo no organismo. Quatrocentos e 31 desses infectados estão internados nos centros de tratamento, enquanto mais de mil assintomáticos recebem assistência médica ao domicílio.

Diante desse quadro crescente de casos positivos e mortes, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, reforça o apelo aos cidadãos para evitarem comportamentos de risco, primando pelo uso correcto da máscara, distanciamento físico, higienização constante das mãos, entre outras medidas de prevenção.

“O registo diário de novos casos positivos de covid-19 em Angola leva a população a repensar e mudar de conduta, tomando todas as medidas preventivas recomendadas pelas autoridades sanitárias, por ser uma doença de fácil contágio e letal”, alertou o dirigente, que fazia a habitual actualização diária dos dados dessa pandemia no país.

Para as pessoas portadoras de outras doenças, como a diabete, obesidade, drepanocitose, entre outras patologias, o também especialista em saúde pública apela o redobrar dos cuidados, por pertencerem ao grupo de risco à covid-19.

Olhando para o quadro clínico dos infectados, Franco Mufinda exorta os cidadãos a evitarem ao máximo a infecção de covid-19, visando baixar a taxa de contágio e mortes em Angola.

Do total de infectados no país, oito pessoas estão em estado crítico, com ajuda da ventilação mecânica invasiva, 18 são graves, 53 moderados, 61 leves e dois mil e 374 assintomáticos, num dia em que Angola reabriu o seu espaço aéreo para “voos comerciais” internacionais.

- Publicidade -
FonteAngop
- Publicidade -

Activistas angolanos não cedem: Nova marcha a 11 de Novembro

Activistas culpam o Presidente João Lourenço pelos incidentes de sábado, durante a marcha em Luanda por melhores condições de vida. Segundo os organizadores, duas...
- Publicidade -

Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto apelou hoje à humanização do relato sobre o conflito armado em Cabo Delgado, norte do país, destacando a história...

Rui Pinto e Júdice? “Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão…”

"Já lá diz a sabedoria popular: ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão..." Foi desta forma que Ana Gomes reagiu, no Twitter,...

Notícias relacionadas

Activistas angolanos não cedem: Nova marcha a 11 de Novembro

Activistas culpam o Presidente João Lourenço pelos incidentes de sábado, durante a marcha em Luanda por melhores condições de vida. Segundo os organizadores, duas...

Vítimas em Cabo Delgado têm direito a ter uma história, diz Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto apelou hoje à humanização do relato sobre o conflito armado em Cabo Delgado, norte do país, destacando a história...

Rui Pinto e Júdice? “Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão…”

"Já lá diz a sabedoria popular: ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão..." Foi desta forma que Ana Gomes reagiu, no Twitter,...

Nigéria: Tribunal recusa dar voz de prisão à ex-ministra dos Petróleos Diezani Alison através da Interpol

Diz o Vanguard que a Divisão de Abuja do Supremo Tribunal Federal, recusou hoje um pedido da Comissão de Crimes Económicos e Financeiros, EFCC,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.