- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Desporto Futebol Especialistas em leitura labial dizem que Neymar foi chamado de macaco

Especialistas em leitura labial dizem que Neymar foi chamado de macaco

Especialistas em leitura labial confirmaram neste domingo, em entrevista à TV Globo, que Neymar foi alvo de racismo por parte do ponta de lança espanhol Álvaro González, do Olympique de Marselha. Eles afirmaram que o defensor direccionou a palavra “mono” (macaco, em espanhol) ao atacante brasileiro do Paris Saint-Germain no clássico disputado no último dia 13, em Paris, pelo Campeonato Francês.

Os especialistas ouvidos são Luis Felipe Ramos, que faz parte da Associação de Surdos do Rio de Janeiro, Felipe Oliver e Mikel Vidal, tradutores de libras que trabalham para o Instituto Nacional de Educação de Surdos – esse último é filho de colombianos e tem formação avançada em espanhol.

“Ele fala a palavra ‘mono’ em espanhol, no momento em que ele, inclusive, fala e vira a boca. Ali fica claro. A gente não conseguiu, por exemplo, perceber o que ele fala antes de falar a palavra ‘mono’. Mas a palavra ‘mono’ foi um trecho que a gente teve consenso na hora em que estava fazendo o trabalho de leitura labial”, disse Felipe Oliver.

A ofensa teria acontecido ainda no primeiro tempo da partida, após um desentendimento entre o atacante e o defensor. Neymar foi até o quarto árbitro e disse as palavras “racismo, não!”, mas nada foi feito pela equipe de arbitragem. No final do jogo, após uma briga generalizada, Neymar deu um tapa na cabeça de González e recebeu o cartão vermelho.

A discussão prosseguiu nas redes sociais, onde Neymar afirmou que o único arrependimento foi não ter “dado na cara” do espanhol; González afirmou que não era racista, insinuou que a situação foi devido à derrota do Paris Saint-Germain e postou uma foto do elenco do Olympique de Marselha – o brasileiro então respondeu criticando-o e dizendo que ele “não era homem de assumir o erro”.

O Olympique de Marselha defendeu González e afirmou que o espanhol não é racista. Um tio do ponta de lança afirmou que a palavra pronunciada foi “bobo” e não “mono”, em entrevista na Espanha.

Neymar foi punido com dois jogos de suspensão por conta do cartão vermelho. O Paris Saint-Germain preparou um dossier para a defesa do atacante e, caso González seja punido, pode ficar fora de até 10 jogos.

- Publicidade -
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...
- Publicidade -

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...

Notícias relacionadas

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...

MINSA teme colapso do sistema de Saúde

O secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, considerou sábado, em Luanda, que o aumento de infecções por Covid-19 no país pode...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.