- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Petróleos: RDC condenada a pagar 620 milhões de dólares à jovem petrolífera...

Petróleos: RDC condenada a pagar 620 milhões de dólares à jovem petrolífera sul africana Dig Oil

O Tribunal Internacional de Arbitragem de Paris, TIAP decretou o mês de Maio para começar a pagar no prazo de 60 dias, uma indemnização à petrolífera sul africana Dig Oil, por incumprimento de uma cláusula contratual, referente a um acordo de exploração petrolífera em vários blocos, subscrito em 2007 e 2008, numa região próxima do Parque Nacional de Salonga, património Mundial da UNESCO.

Por ter esgotado o prazo de pagamento da multa, alguns membros do gabinete do Presidente congolês Félix Tchisekedi começam a ser indiciados, por envolvimento nesta acção, que compromete a transparência do seu Governo.

O despacho presidencial que atesta o primeiro acordo de partilha de produção validado em 2007 com a Dig Oil,  não chegou a ser assinado, permitindo a entrada  em 2008, de outras petrolíferas que subscreveram o mesmo acordo, em substituição da Dig Oil.

Segundo o jornal  Ressources Magazine, este incidente permitiu que a jovem petrolífera sul africana recorresse ao Tribunal Internacional de Arbitragem de Paris, para defender os seus direitos, entretanto validados pelo TIAP.

O Governo do Presidente Tchisekedi herda um dossier pesado, em que estão envolvidas personalidades do seu Executivo em casos de recepção de luvas, num esquema que compromete largamente o seu gabinete.

Os antecedentes do processo revelam que a direcção da Dig Oil quando se sentiu preterida resolveu recorrer a 7 de Novembro de 2018 e o TIAP validou a queixa da petrolífera sul africana,  com uma multa aplicada a Kinshasa por danos e perdas, no valor de 620 milhões de dólares. O silêncio de Kinshasa obrigou a directora executiva da Dig Oil, Andrea Brown a recorrer ao Tribunal de Columbia, accionando os mecanismos da Convenção de Nova Iorque, que favoreceu a aplicação da multa de 620 milhões de dólares norte americanos.

O novo Chefe de Estado congolês, Félix-Antoine Tshisekedi, herda assim um dossier potencialmente explosivo, no pior momento da crise económica motivada pela pandemia de Covid-19 que conduziu as finanças públicas do país, a um nível nunca imaginado.

 

 

- Publicidade -
- Publicidade -

“Braço direito” de João Lourenço teria enriquecido com contratos públicos, diz emissora

Reportagem da portuguesa tvi24 afirma que Governo angolano tem contratado empresa do chefe de Gabinete Edeltrudes Costa para prestar serviços. Costa teria construído fortuna...
- Publicidade -

PR reconhece impacto negativo da Covid-19

Ao intervir no debate geral da 75ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, o Chefe de Estado angolano afirmou que a pandemia afectou...

Sonangol com resultados líquidos de USD 125 milhões em 2019

 A Sonangol anunciou, esta terça-feira, resultados líquidos de 125 milhões de Dólares, equivalentes a 45 mil 854 milhões de Kwanzas, no seu exercício de...

Angola garante que vai pagar dívida comercial mesmo com juros elevados

O secretário de Estado das Finanças de Angola garantiu hoje que o país vai honrar os compromissos financeiros com os credores comerciais apesar da...

Notícias relacionadas

“Braço direito” de João Lourenço teria enriquecido com contratos públicos, diz emissora

Reportagem da portuguesa tvi24 afirma que Governo angolano tem contratado empresa do chefe de Gabinete Edeltrudes Costa para prestar serviços. Costa teria construído fortuna...

PR reconhece impacto negativo da Covid-19

Ao intervir no debate geral da 75ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, o Chefe de Estado angolano afirmou que a pandemia afectou...

Sonangol com resultados líquidos de USD 125 milhões em 2019

 A Sonangol anunciou, esta terça-feira, resultados líquidos de 125 milhões de Dólares, equivalentes a 45 mil 854 milhões de Kwanzas, no seu exercício de...

Angola garante que vai pagar dívida comercial mesmo com juros elevados

O secretário de Estado das Finanças de Angola garantiu hoje que o país vai honrar os compromissos financeiros com os credores comerciais apesar da...

Tadej Pogacar entrou na história da Volta a França em bicicleta

A Volta a França em bicicleta acabou no passado domingo 20 de Setembro com o triunfo de uma Nação, a Eslovénia, que conseguiu pôr...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.