- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Política Novas gerações devem conhecer legado de Neto

Novas gerações devem conhecer legado de Neto

A segunda-secretária do MPLA no Cuando Cubango, Carla Cativa, defendeu hoje a necessidade de transmissão contínua do legado do primeiro Presidente da República de Angola, António Agostinho Neto, às novas e as futuras gerações.

De acordo com Carla Cativa, que falava numa palestra sobre “ A vida e obra de Dr. António Agostinho Neto”, no âmbito das celebrações do dia do Herói Nacional, deve-se prosseguir com a transmissão do legado de Neto por formas a se buscar na sua coragem, sapiência e amor à Pátria um modelo de inspiração.

O primeiro Presidente da República (1975 a 1979), segundo a palestrante, para além de ser uma figura incontornável na conquista da independência de Angola, foi, por vocação, um líder por natureza.

Na óptica da segunda-secretária do MPLA no Cuando Cubango, enaltecer a personalidade do Presidente Neto, fundador da nação angolana, pressupõe valorizar, honrar, respeitar e eternizar os princípios fundamentais que devem ser seguidos pelas gerações”.

“Neto fez parte da geração dos estudantes africanos que viria a desempenhar um papel decisivo na independência de seus países, naquela que ficou designada como guerra colonial”, sublinhou a prelectora.

Por sua vez, o historiador Luís Paulo Vissunju, na sua apresentação, também sobre figura de Neto, defendeu que os seus feitos do político, poeta, médico e humanista devem ser recordados não só por altura do seu aniversário e morte.

Apontou a necessidade dos ministérios da Educação e da Cultura no sentido de trabalharem na promoção de actividades de investigação sobre Agostinho Neto, bem como de produção de livros e cartilhas para serem distribuídos e ensinados nas escolas primárias e nas creches.

- Publicidade -
FonteAngop
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.