- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Madeireiros com prejuízos de mais de AKz 100 mil milhões

Madeireiros com prejuízos de mais de AKz 100 mil milhões

Os madeireiros da província do Cuando Cubango acumularam, de 2018 até agora, prejuízos de 125 mil milhões de kwanzas, pela não transformação da madeira em toro nas áreas de exploração.

Os madeireiros, segundo o presidente da Associação dos Madeireiros, Miguel Tchiyovo, que falava sábado, após a sua eleição ao cargo, têm em stock, ao longo dos dois últimos anos, mais de 40 mil metro cúbicos em toro, mas não podem exportá-lo sem primeiro transformá-lo localmente em pranchas, para agregar valor ao produto, em cumprimento com o Decreto Ministerial 274/17, que proíbi o corte, a circulação e a transportação de madeira em toro em todo o território nacional.

Para ultrapassar o impasse, as empresas aguardam pela reactivação do Pólo Industrial de Menongue, a fim de que as serrações possam funcionar e permitir a transformação da madeira, com vista a ser posteriormente exportada.

Por outro lado, disse que os associados vivem uma situação complicada, pelo facto de a campanha florestal, que começa a 1 de Maio e termina a 31 de Outubro, não ter começado ainda, porque não receberam as licenças de exploração.

O resposnável disse que a situação é penosa, pois os associados realizaram investimentos, mas não conseguem ter o retorno do dinheiro aplicado.

A maior preocupação é permitir que as empresas que têm licenças possam aproveitar o tempo que ainda resta para concluir o trabalho de exploração da madeira.

De acordo com o presidente, este ano, a associação não beneficiou de novas licenças, pelo que pede ao Governo para rever a situação, no sentido de ajudar a aliviar o problema do desemprego na região.

Afirmou que a associação está a trabalhar com os bancos, para as empresas filiadas poderem obter financiamento, via PRODESI, uma vez que se encontram descapitalizadas e a perder terreno para as empresas asiáticas.

Assegurou ainda que as empresas locais estão comprometidas com o repovoamento florestal em cada campanha florestal, de modo a evitar a desflorestação.

A associação vai trabalhar com o Governo a partir deste ano, em função da existência de mais de três mil plantas de diversas espécies no polígono florestal criado, com destaque para a espécie Mussivi, para o lançamento do primeiro campo experimental para o repovoamento.

No Cuando Cubango, existem 55 empresas nacionais e estrangeiras de exploração de madeira.

- Publicidade -
FonteAngop
- Publicidade -

Governador apela ao rigor e profissionalismo na saúde

O governador do Namibe, Archer Mangueira, apelou, na sexta-feira, aos quadros da saúde rigor, profissionalismo e um atendimento mais humanizado dos utentes das unidades...
- Publicidade -

Agostinho Neto é marca indelével da política angolana

Agostinho Neto marca indelevelmente a política angolana e é o ponto de partida da evolução desta, tendo proclamado a independência de Angola em 11...

Corrida à presidência do CPA com candidato único

As eleições no Comité Paralímpico Angolano (CPA) para o quadriénio 2020/24 terão apenas um candidato, Leonel da Rocha Pinto, fazendo jus à história desde...

Zaire: Baleia de seis metros encontrada morta no Nzeto

Uma baleia com seis metros de comprimento foi encontrada morta sexta-feira, na baía da comuna da Musserra, município do Nzeto, na província do Zaire. O...

Notícias relacionadas

Governador apela ao rigor e profissionalismo na saúde

O governador do Namibe, Archer Mangueira, apelou, na sexta-feira, aos quadros da saúde rigor, profissionalismo e um atendimento mais humanizado dos utentes das unidades...

Agostinho Neto é marca indelével da política angolana

Agostinho Neto marca indelevelmente a política angolana e é o ponto de partida da evolução desta, tendo proclamado a independência de Angola em 11...

Corrida à presidência do CPA com candidato único

As eleições no Comité Paralímpico Angolano (CPA) para o quadriénio 2020/24 terão apenas um candidato, Leonel da Rocha Pinto, fazendo jus à história desde...

Zaire: Baleia de seis metros encontrada morta no Nzeto

Uma baleia com seis metros de comprimento foi encontrada morta sexta-feira, na baía da comuna da Musserra, município do Nzeto, na província do Zaire. O...

MPLA denuncia campanhas contra Angola

O Bureau Político do MPLA denunciou, neste sábado, as campanhas de intoxicação movidas contra as instituições do Estado angolano e o Presidente da República,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.