- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política Presidente da República inaugura hoje Hospital Geral do Bié

Presidente da República inaugura hoje Hospital Geral do Bié

O Presidente da República, João Lourenço, desloca-se, hoje, à cidade do Cuito, capital da província do Bié, para pinaugurar o Hospital Geral.

A Secretaria para os Assuntos de Comunicação Institucional e Imprensa do Presidente da República refere, em nota divulgada ontem, que o hospital terá capacidade instalada de 230 camas, para prestação de 20 serviços especializados. Entre aqueles serviços especializados estão os de gineco-obstetrícia, pediatria, neonatologia, cirurgia, nefrologia, oftalmologia, ortopedia, psiquiatria, estomatologia e otorrinolaringologia.

O novo estabelecimento hospitalar, localizado nos arredores do Cuito, terá mil técnicos, entre os quais cerca de 100 médicos, enfermeiros, técnicos de diagnósticos e pessoal administrativo. O Presidente João Lourenço visitou as obras do hospital a inaugurar, hoje, na segunda quinzena de Outubro do ano passado, altura em que constatou o bom ritmo dos trabalhos.

Mais de 300 novos técnicos entraram em funções

Mais de 300 técnicos de saúde, dos quais 46 médicos de distintas especialidades e 299 técnicos de enfermagem entraram em funções, ontem, como quadros efectivos do sistema de saúde na província do Bié, proporcionm qualidade que o sector requer. Muitos deles vão trabalhar no novo Hospital provincial, a ser inaugurado, hoje, pelo Presidente da República.

A cerimónia de tomada de posse daqueles profissionais foi presidida pelo governador do Bié, Pereira Alfredo, e testemunhada pelo secretário do Estado da Saúde para Área Hospitalar, Leonardo Inocêncio, e membros do Governo local provincial. Pereira Alfredo referiu que o reforço de quadros profissionais de saúde é o reflexo de que o governo do Bié está a transformar aquele sector em prioritário na prestação de serviços à população.

O governador despertou a consciência dos profissionais de saúde, lembrando que a província do Bié é um território extenso, com cerca de 70 mil quilómetros quadrados e um milhão, 709 mil habitantes que aguardam por melhor assistência médica e medicamentosa. “É esta população que vós servidores da saúde têm a obrigação de servir, desempenhando com zelo, dedicação e brio a nobre missão dotada de mecanismos para salvar vidas”, disse o governador.

Pereira Alfredo falou da necessidade de “vencer os constrangimentos decorrentes do exercício, pela primeira vez, da profissão”, mas salientou que “esta oportunidade deve ser aproveitada para a demonstração do que se aprendeu”.

Para o governante do Bié, são enormes os desafios do sector da saúde e “uma das conclamações permanentes” tem a ver com a humanização dos serviços, o que “exige trabalho árduo, para se erguer a bandeira triunfante”. Pereira Alfredo reconheceu que o número de técnicos que, ontem, iniciaram as funções na Saúde “ainda está distante do rácio médico/habitante”.

Ainda assim, considerou, já se melhorou significativamente a cobertura sanitária. O compromisso dos Governos central e provincial, disse, é melhorar as condições de trabalho para melhorar o exercício da profissão do ramo da Saúde.

Mais de 500 camas em perspectiva

O governo provincial do Bié, no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), está a construir e reabilitar 11 unidades sanitárias, nos mais diversos níveis. Quando concluídas, a província terá disponíveis mais de 500 camas hospitalares, disse o governador provincial. Pereira Alfredo declarou que os recursos disponibilizados para estas empreitadas advêm da “vontade expressa do Presidente João Lourenço, que não tem poupado esforços para prestar maior atenção ao sector da Saúde”.

Apelou, sobretudo aos jovens, a prestarem maior contributo nas acções do Executivo para que se possam conferir motivações à sociedade, mesmo em tempo de crise. Mais do que os constrangimentos enfrentados no percurso da sua formação, Nicolau Sucumunla, vê o seu ingresso no sector da saúde como “a oportunidade de mostrar a força de vencer para o bem da comunidade”.

O técnico médio de enfermagem, colocado no município de Catabola, mostrou-se disponível a trabalhar onde for necessário. “Estou motivado, com alegria de servir a comunidade com amor, humanismo e ajudar as famílias do sector da Saúde” disse. Edith Avelino, técnica Superior de análises clínicas, manifestou grande responsabilidade nas funções em que foi empossada e prometeu dar o “melhor para recuperar as pessoas enfermas”.

Natural de Benguela, a jovem realçou a jovialidade que caracteriza os novos quadros em exercício de funções e acredita que a força, motivação e vontade de vencer vai conceder as valência que se pretendem no sector da Saúde.

- Publicidade -
- Publicidade -

“Num país massacrado pela Guerra Civil, o coronavírus é só mais um assassino”

Os últimos cinco anos têm sido devastadores para o Iémen. A Guerra Civil deixou o país ainda mais pobre e mal equipado para lidar...
- Publicidade -

Covid-19: Guiné-Bissau quer aumentar testagem da população

A Alta Comissária para a Covid-19 no país, Magda Robalo, afirma ter um "optimismo cauteloso" sobre a evolução da doença, mas pretende aumentar o...

Por medo da covid-19, time de futebol alemão perde por 37 a 0

Atleta adversário tivera contacto com infectado menos de duas semanas antes. Para evitar multa por não comparecimento, equipe de liga regional enviou apenas sete...

O fotógrafo mais vigiado da Alemanha Oriental

Ao documentar extensivamente a vida na RDA, Harald Hauswald teve todos os seus passos monitorados pela Stasi, a polícia secreta da ditadura comunista. Seu...

Notícias relacionadas

“Num país massacrado pela Guerra Civil, o coronavírus é só mais um assassino”

Os últimos cinco anos têm sido devastadores para o Iémen. A Guerra Civil deixou o país ainda mais pobre e mal equipado para lidar...

Covid-19: Guiné-Bissau quer aumentar testagem da população

A Alta Comissária para a Covid-19 no país, Magda Robalo, afirma ter um "optimismo cauteloso" sobre a evolução da doença, mas pretende aumentar o...

Por medo da covid-19, time de futebol alemão perde por 37 a 0

Atleta adversário tivera contacto com infectado menos de duas semanas antes. Para evitar multa por não comparecimento, equipe de liga regional enviou apenas sete...

O fotógrafo mais vigiado da Alemanha Oriental

Ao documentar extensivamente a vida na RDA, Harald Hauswald teve todos os seus passos monitorados pela Stasi, a polícia secreta da ditadura comunista. Seu...

Fernando João: “Perpetuar legado de Neto é responsabilidade colectiva”

Perpetuar o legado de Neto é uma responsabilidade colectiva que deve engajar todos os angolanos, sem excepção, afirmou o secretário de Estado da Juventude,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.