- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Polícia volta a matar e população vandaliza posto policial no Cazenga

Polícia volta a matar e população vandaliza posto policial no Cazenga

Uma adolescente de 15 anos, que se encontrava de gestação, foi atingida mortalmente por disparo efectuado por um efectivo da Polícia Nacional (PN), na noite de quinta-feira, no bairro dos Ossos, município do Cazenga, em Luanda. Em reacção à morte da adolescente, a população vandalizou o posto policial.

De acordo com relatos recolhidos pelo Novo Jornal, o incidente ocorreu depois de um grupo de moradores ter recorrido ao posto policial no sentido de dirimir um conflito de grupos rivais no bairro dos Ossos, distrito do Hoji-Ya-Henda.

“Quando o grupo chegou, por volta das 21 horas, criou-se um pequeno alvoroço defronte ao posto policial e um efectivo da Polícia Nacional, tentando dispersar a população, fez alguns disparos, tendo um deles atingido mortalmente a menina”, conta uma testemunha ao Novo Jornal.

Em reacção, refere a fonte, a população partiu para a revolta, tendo vandalizado o posto policial e obrigado a que os agentes policiais destacados naquela noite na unidade policial se metessem em fuga.

“A polícia não conseguiu conter a fúria da população. Estes arremessaram pedras à esquadra e atearam fogo, destruindo, significativamente, o posto policial. A revolta popular só terminou quase às 23h00, quando chegou um grande reforço policial, que conseguiu controlar a situação”, acrescenta o morador.

Pedro, outro morador e segurança de uma empresa privada, diz ter igualmente testemunhado o incidente e acusa o policial autor do disparo que atingiu mortalmente a adolescente de “despreparo”.

“Quando saiu do interior da esquadra, começou logo a disparar. Não posicionou bem a arma e um dos tiros atingiu a adolescente. Eu ainda tentei socorre-la, mas acabou mesmo por morrer, minutos depois. É preciso treinar bem os polícias. Aquilo que vi foi um completo despreparo”, descreve o morador.

Morta com dois meses de gestação

Helena Funge, conhecida carinhosamente por Leny, a adolescente morta na noite de ontem por um agente da Polícia Nacional, no bairro dos Ossos, no Cazenga, encontrava-se em gestação de dois meses e era a irmã mais velha de quatro irmãos.

A mãe, dona Fina, inconsolável, lamenta a perda de dois filhos num intervalo de menos de dois anos: “Ainda estou com dor do meu filho que morreu o ano passado [assassinado em 2019 por um dos grupos que tiram o sono dos moradores do bairro, conta a mãe]. Não sei o que vai ser da minha vida. Estou acabada, acabaram com a minha vida”, diz, curta, com voz franzina e rouca, a vendedora ambulante.

Dona Zita, tia da adolescente, mostra-se agastada com o procedimento da polícia e exige justiça pela morte da sobrinha de 15 anos, estudante da 5.ª classe.

“Então a população agarra um jovem que está envolvido em rixas de grupos e decide levá-lo à esquadra e, postos lá, a polícia mata assim? Nós queremos justiça, a polícia não pode estar a matar assim as pessoas, ainda mais uma adolescente, grávida. Uma menina tão alegre, tão bem educada morre assim?! É só uma agitação que a polícia está logo a matar? Que polícia é esta”, indaga a tia da malograda.

População preocupada com índice de delinquência

Os moradores do bairro dos Ossos, no distrito do Hoje-Ya-Henda, município do Cazenga, dizem-se preocupados com os casos de delinquência que se assolam a zona.

“Temos, no bairro, praticamente três esquadras policiais, mas, nem com isso, a polícia consegue controlar a delinquência. São lutas de grupos, roubos, que estamos fartos. Queremos a intervenção do Governo nesta situação”, apela um morador.

E acrescenta: “Aqui tornou-se mais fácil comprar liamba que comprar pão. Para liamba, tu nem sequer precisas de cumprir bichas (filas). Os miúdos fumam publicamente e ninguém faz nada. É um estado de gradação social que urge a intervenção das autoridades”.

“Danos ainda incalculáveis”, diz a PN

Em declarações ao NJ, o porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional em Luanda, inspector-chefe Nestor Goubel, informa que o autor do disparo que vitimou mortalmente a adolescente Helena Funge, no Cazenga, encontra-se detido e já foi presente ao Ministério Público.

“É um agente nosso. Está detido e já foi apresentado ao Ministério Público para os processos que se impõem. Contudo, temos a lamentar o comportamento da população, que vandalizou bens públicos. Está tudo queimado. São muitas perdas, danos ainda incalculáveis”, descreve o quadro da Polícia Nacional.

“Há uma equipa que está a trabalhar no levantamento dos dados causados por este vandalismo. Não há, entretanto, ainda detidos entre a população”, explica o inspector-chefe Nestor Goubel.

- Publicidade -
FonteNJ
- Publicidade -

Luanda: Mais de 600 famílias vivem em absoluta miséria no bairro do Povoado e Cabo Ledo – Realojamento aguardado há 7 anos – O...

Há sete anos que os moradores do bairro do Povoado e Cabo Ledo, no distrito urbano da Samba, município de Luanda, aguardam pelo realojamento...
- Publicidade -

Conferência Internacional de Arbitragem aborda ‘Resolução de conflitos em tempos de mudança’

Adicionalmente, em formato de workshop, será abordada a Resolução de Disputas no Desporto Profissional. Resolução de Conflitos em Tempos de Mudança é o tema fulcral...

TPA apresenta reportagens sobre corrupção em Angola

A Televisão Pública de Angola (TPA) iniciou, na segunda-feira, a apresentação de uma série de 11 reportagens intituladas “O Banquete”, que mostra como altas...

Morreu Diego Maradona, avança a imprensa argentina

Antiga estrela do futebol tinha 60 anos. A antiga estrela do futebol mundial, Diego Armando Maradona, morreu esta quarta-feira aos 60 anos, avança a imprensa argentina. Maradona,...

Notícias relacionadas

Luanda: Mais de 600 famílias vivem em absoluta miséria no bairro do Povoado e Cabo Ledo – Realojamento aguardado há 7 anos – O...

Há sete anos que os moradores do bairro do Povoado e Cabo Ledo, no distrito urbano da Samba, município de Luanda, aguardam pelo realojamento...

Conferência Internacional de Arbitragem aborda ‘Resolução de conflitos em tempos de mudança’

Adicionalmente, em formato de workshop, será abordada a Resolução de Disputas no Desporto Profissional. Resolução de Conflitos em Tempos de Mudança é o tema fulcral...

TPA apresenta reportagens sobre corrupção em Angola

A Televisão Pública de Angola (TPA) iniciou, na segunda-feira, a apresentação de uma série de 11 reportagens intituladas “O Banquete”, que mostra como altas...

Morreu Diego Maradona, avança a imprensa argentina

Antiga estrela do futebol tinha 60 anos. A antiga estrela do futebol mundial, Diego Armando Maradona, morreu esta quarta-feira aos 60 anos, avança a imprensa argentina. Maradona,...

Músico Teta Lágrimas aponta aumento da qualidade no produto musical angolano (Vídeo Fair Play)

Membro de uma família de músicos, que desde criança se apaixonou pela arte, Teta Lágrimas considera que a música angolana ganhou muito nos últimos...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.