- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal BCE não mexe na política monetária apesar de enfrentar deflação e nova...

BCE não mexe na política monetária apesar de enfrentar deflação e nova vaga de covid-19

Os banqueiros centrais do euro decidiram na reunião desta quinta-feira manter a estratégia de estímulos de resposta à pandemia. Mas a presidente do BCE vai ter de explicar-se porque a zona euro entrou em deflação (quebra de preços no consumidor) em Agosto e que resposta será dada se a retoma económica for ameaçada pelo recrudescimento da covid-10.

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu na reunião desta quinta-feira manter o quadro de taxas de juro e os dois programas de estímulos, nomeadamente o envelope de 1,35 biliões de euros do programa especial (conhecido pela sigla PEPP) de resposta aos efeitos económicos da pandemia lançado em Março. A taxa directora mantém-se no mínimo histórico de 0% e a taxa de remuneração dos depósitos dos bancos continuará em terreno negativo em -0,5%, ainda que a sua aplicação esteja condicionada por dois escalões.

Apesar de não haver alteração na estratégia do BCE, o quadro de actuação do banco alterou-se com a queda da inflação para terreno negativo pela primeira vez em quatros anos, com o índice de preços no consumidor a cair em Agosto para -0,2%. Esta situação de deflação (quebra de preços) está a ser alimentada na zona euro pela valorização do euro em relação aos seus parceiros comerciais, e em particular ao dólar, que atingiu picos em final de Agosto. O euro apreciou-se, desde início do ano, 4% em relação ao dólar e 6,5% em relação ao conjunto dos 42 parceiros comerciais da zona euro.

A atenção dos analistas e dos investidores vira-se, agora, para a conferência de imprensa de Christine Lagarde, a partir das 13h30 (hora portuguesa) e nomeadamente para os dois riscos que ensombram a zona euro no segundo semestre: a possibilidade da retoma económica iniciada em Julho ser afectada por uma nova vaga da covid-19 e do quadro macroeconómico ser prejudicado pela valorização do euro e a geração de uma espiral deflacionista (que já não se observava desde maio de 2016). Espera-se que, pela primeira vez, o BCE faça uma referência pública à sua preocupação com a apreciação do euro, ainda que a o nível da taxa de câmbio não faça parte do mandato do banco centra (que se restringe apenas à estabilidade de preços, ao controlo da inflação, abaixo mas próximo de 2% no longo prazo).

O BCE divulgará esta quinta-feira à tarde as previsões económicas para 2020 a 2022, revendo as publicadas na reunião de Junho. Então,apontava para uma quebra de 8,7% do PIB da zona euro em 2020 e para uma recuperação em 2021 e 2022 que não seria suficiente para fazer regressar a economia ao nível anterior à pandemia. Ou seja, a retoma não seria em V, segundo as previsões de Junho. Os analistas acompanharão com atenção alguma alteração a esta perspectiva.

O BCE adquiriu cerca de 3 mil milhões de euros em obrigações do Tesouro português ao abrigo do programa de compras mais antigo (conhecido pela sigla PSPP) até final de Agosto e quase 9 mil milhões em títulos ao abrigo do novo programa especial conhecido pela sigla PEPP .até final de Julho. A carteira do BCE detém actualmente mais de 55 mil milhões de euros em títulos portugueses comprados desde 2015.

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Laboratório de RTPCR de Benguela avariado

Duas mil amostras estão pendentes devido a uma avaria registada no único laboratório de testagem da Covid-19 (RTPCR) de Benguela, que atende a região...
- Publicidade -

Garimpeiros morrem soterrados em Chipindo

Um desabamento de terra em minas ilegais de exploração de ouro provocou a morte de três garimpeiros no município de Chipindo, que dista a...

MPLA lamenta morte do deputado Mendes Bartolomeu

O Secretariado do Bureau Político do MPLA, manifestou, nesta terça-feira, consternação pela morte do deputado Mendes Bartolomeu. O deputado do MPLA morreu, nesta terça-feira, numa...

Empresa de Isabel dos Santos impugna nacionalização de Efacec

A Winterfell, empresa de Isabel dos Santos que controlava a Efacec, anunciou ter apresentado uma acção de impugnação da decisão do Governo português de...

Notícias relacionadas

Covid-19: Laboratório de RTPCR de Benguela avariado

Duas mil amostras estão pendentes devido a uma avaria registada no único laboratório de testagem da Covid-19 (RTPCR) de Benguela, que atende a região...

Garimpeiros morrem soterrados em Chipindo

Um desabamento de terra em minas ilegais de exploração de ouro provocou a morte de três garimpeiros no município de Chipindo, que dista a...

MPLA lamenta morte do deputado Mendes Bartolomeu

O Secretariado do Bureau Político do MPLA, manifestou, nesta terça-feira, consternação pela morte do deputado Mendes Bartolomeu. O deputado do MPLA morreu, nesta terça-feira, numa...

Empresa de Isabel dos Santos impugna nacionalização de Efacec

A Winterfell, empresa de Isabel dos Santos que controlava a Efacec, anunciou ter apresentado uma acção de impugnação da decisão do Governo português de...

Serena “escuta” o tendão de Aquiles e decide abandonar Roland Garros

Serena Williams optou por desistir do torneio de Roland Garros pouco antes de enfrentar a búlgara Tsvetana Pironkova e volta a perder a oportunidade...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.