- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo América do Sul Homem morre após o uso repetido de um taser por dois polícias...

Homem morre após o uso repetido de um taser por dois polícias em Bogotá, na Colômbia

Um homem morreu na Colômbia depois de dois agentes terem usado uma arma de choques eléctricos para o imobilizar. O caso de alegada violência policial gerou uma onda de protestos no país.

O advogado, de 46 anos, foi imobilizado no chão por dois agentes e sujeito a repetidos choques eléctricos, um incidente filmado por testemunhas que causou indignação no país, fazendo lembrar o caso do afro-americano George Floyd, sufocado por agentes da polícia, nos Estados Unidos.

O homem acabaria por morrer horas depois de ser transportado para um hospital.

Ordonez, 46, morreu em um hospital depois que dois policiais o espancaram e receberam ele com uma arma de choque na frente do prédio onde morava. A morte de Ordonez ocorreu no momento em que a Colômbia comemora o Dia Nacional dos Direitos Humanos em 09 de Setembro.
(DR)

Um vídeo de quase dois minutos mostra dois agentes da polícia colombiana administrarem choques eléctricos ao advogado Javier Ordoñez, enquanto este implora “por favor” e “agentes, peço-vos”, com testemunhas da cena a pedirem também à polícia que pare.

Os protestos começaram no posto onde trabalham os dois polícias envolvidos na morte e espalharam-se a vários locais em Bogotá e a outras cidades do país, com relatos de esquadras incendiadas pelos manifestantes, segundo a agência de notícias espanhola Efe.

Na capital colombiana, multidões incendiaram postos de polícia (os chamados “comandos de acção imediata”) em vários bairros, além de veículos da polícia e do Ministério Público.

Pelo menos dois homens terão ficado gravemente feridos durante confrontos entre os manifestantes e a polícia, segundo a agência Efe.

Nas redes sociais, manifestantes divulgaram vídeos de alegados abusos policiais.

O ministro da Defesa, Carlos Holmes Trujillo, que passou parte da noite numa reunião urgente de segurança, disse que os dois agentes que atacaram o advogado “já são objeto de uma investigação disciplinar e criminal”.

- Publicidade -
- Publicidade -

Governo encerra templos da IURD e prolonga estado de calamidade pública

O Presidente angolano, João Lourenço, decretou a prorrogação da vivência do estado de calamidade pública no país, autorizando ainda a realização de cultos. Uma...
- Publicidade -

Covid-19: País notifica mais 119 casos, uma morte e 13 recuperados

Angola registou nas últimas 24 horas, mais 119 novos casos, um óbito e 13 recuperações, de acordo com o secretário de Estado para a...

Albinos queixam-se de abandono e discriminação na província do Uíge

A Associação dos Albinos do Uíge, em Angola, queixa-se da falta de apoio e atenção das autoridades locais em função das dificuldades do dia-a-dia. “Precisamos...

Discurso do Presidente da República na 75ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas

O Presidente da República, João Lourenço, discursou na tarde desta terça-feira (noite em Angola) para a 75ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas,...

Notícias relacionadas

Governo encerra templos da IURD e prolonga estado de calamidade pública

O Presidente angolano, João Lourenço, decretou a prorrogação da vivência do estado de calamidade pública no país, autorizando ainda a realização de cultos. Uma...

Covid-19: País notifica mais 119 casos, uma morte e 13 recuperados

Angola registou nas últimas 24 horas, mais 119 novos casos, um óbito e 13 recuperações, de acordo com o secretário de Estado para a...

Albinos queixam-se de abandono e discriminação na província do Uíge

A Associação dos Albinos do Uíge, em Angola, queixa-se da falta de apoio e atenção das autoridades locais em função das dificuldades do dia-a-dia. “Precisamos...

Discurso do Presidente da República na 75ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas

O Presidente da República, João Lourenço, discursou na tarde desta terça-feira (noite em Angola) para a 75ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas,...

Lukashenko assume presidência da Bielorrússia

Aleksandr Lukashenko volta a tomar posse como presidente da Bielorrússia após receber credencial da presidente do Comitê Central Eleitoral do país, Lidia Ermoshina. Lukashenko tomou...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.