- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política Morte de Sílvio Dala: Deputados da oposição e do MPLA dizem que...

Morte de Sílvio Dala: Deputados da oposição e do MPLA dizem que David Mendes foi mal interpretado

Os deputados da oposição e um do MPLA entendem que as declarações do deputado David Mendes, no seu habitual programa de comentário na TV Zimbo, onde apelou à “desobediência civil” na sequência da morte, terça-feira 01 de Setembro, do médico Sílvio Dala, na Esquadra dos Calotes, Rocha Pinto, em Luanda, foram mal interpretadas.

O deputado independente, eleito pela UNITA, apelou à desobediência civil” por parte dos angolanos, defendendo que estes conduzam as suas viaturas particulares sem máscara “para que a polícia tenha de prender a todos”, como resposta à acção da polícia que levou o médico para uma esquadra por este conduzir sem máscara.

Ao Novo Jornal, o deputado do MPLA, João Pinto, disse que o deputado e advogado David Mendes foi mal interpretado, porque não apelou para as pessoas fazerem desobediência civil recorrendo a armas de fogo.

“Eu entendi que o deputado David Mendes, na qualidade de advogado,fez uma declaração de protesto e não o recurso à violência ou posse de armas de fogo”, defendeu João Pinto,face ao facto de que David Mendes em circunstância alguma fez apelo ao uso de armas de fogo, tendo apenas apelado ao não uso de máscara por parte dos cidadãos quando a conduzirem a sua viatura sozinhos.

Segundo o mesmo deputado, as declarações do seu colega David Mendes “apontam para que os agentes da ordem, ao agirem perante os cidadãos, devem ter prudência”. “Do ponto de vista constitucional as suas declarações são um protesto”, notou João Pinto lamentando o que aconteceu com o médico Sílvio Dala, acrescentando que isso indigna a sociedade e a própria polícia.

“O deputado David Mendes é uma figura que sabe estar. Agora as pessoas não podem fazer leituras confusas”, acrescentou João Pinto. Um outro deputado da oposição, Manuel Fernandes, da CASA-CE, corroborou as palavras do deputado João Pinto, salientando que a desobediência a que aludiu o advogado David Mendes “não é para criar desordem na sociedade, mas simplesmente uma chamada de atenção ao comportamento da Polícia durante esta fase da Covid-19”.

“O deputado David Mendes é homem que conhece as leis. Ele não apelou às pessoas para fazerem insubordinações”,frisou, lamentando que esta morte ocorreu quando ainda não “não passara um mês depois de um militar das Forças Armadas Angolanas (FAA) ter matado um adolescente por falta de máscara.

“A Polícia está para defender a vida humana e não para matar. Há mecanismos próprios para recorrer e não o uso de armas de fogo”, concluiu. O presidente do PRS, Benedito Daniel, também é da mesma posição armando que o deputado David Mendes foi mal-entendido, apenas chamou a atenção sobre o comportamento da Polícia.

“Fala-se da comissão de inquérito. Vão inquirir o agente ou a esquadra? O agente da Polícia Nacional que prendeu e levou à esquadra o médico, cumpriu o seu papel e a chefia da esquadra é responsável deste cenário todo”, disse.

Na sua opinião, muitos agentes da polícia não estão preparados e sempre que há um pequeno tumulto recorrem a armas de fogo como se não existisse alternativa ou a desconhecessem. “As pessoas interpretaram mal, o advogado David Mendes”, concluiu.

- Publicidade -
- Publicidade -

Spray nasal investigado na Austrália pode travar reprodução da Covid-19

Um spray nasal desenvolvido para reforçar o sistema imunológico contra a gripe e as constipações demonstrou, em provas pré-clínicas, que pode travar a reprodução...
- Publicidade -

Investigação do “New York Times” revela anos de fuga ao fisco de Trump

Donald Trump pagou apenas 750 dólares de impostos de renda - cerca de 644 euros - no ano em que tomou posse como Presidente...

Luanda ganha centro de tradução de documentos

Um centro de tradução de documentos escritos em mandarim, russo, francês, espanhol e inglês para português e vice-versa, denominado por Angojobs, foi inaugurado, neste...

Heloide dos Prazeres vence Festival da Canção da LAC

“À terceira foi de vez”. Foi com esta máxima que Heloide dos Prazeres, intérprete e autora da canção “Só no Olhar”, exprimiu a alegria...

Notícias relacionadas

Spray nasal investigado na Austrália pode travar reprodução da Covid-19

Um spray nasal desenvolvido para reforçar o sistema imunológico contra a gripe e as constipações demonstrou, em provas pré-clínicas, que pode travar a reprodução...

Investigação do “New York Times” revela anos de fuga ao fisco de Trump

Donald Trump pagou apenas 750 dólares de impostos de renda - cerca de 644 euros - no ano em que tomou posse como Presidente...

Luanda ganha centro de tradução de documentos

Um centro de tradução de documentos escritos em mandarim, russo, francês, espanhol e inglês para português e vice-versa, denominado por Angojobs, foi inaugurado, neste...

Heloide dos Prazeres vence Festival da Canção da LAC

“À terceira foi de vez”. Foi com esta máxima que Heloide dos Prazeres, intérprete e autora da canção “Só no Olhar”, exprimiu a alegria...

Arménia e Azerbaijão em guerra, Rússia, França e Estados Unidos pedem cessar-fogo

A Arménia declarou a lei marcial e mobilização militar total depois de confrontos com forças do Azerbaijão no enclave de Nagorno-Karabakh, anunciou neste domingo,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.