- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Política Colaboração de Manuel Rabelais abre portas para pedido de absolvição, mas não...

Colaboração de Manuel Rabelais abre portas para pedido de absolvição, mas não evita julgamento

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pondera avançar com um pedido de absolvição a favor de Manuel Rabelais tão logo se inicie, no Tribunal Supremo, o julgamento do ex-director do GRECIMA e antigo ministro da Comunicação Social, acusado, entre outros crimes constantes nos autos, de violação de normas de execução do plano e orçamento e branqueamento de capitais, apurou o Novo Jornal.

Uma fonte da PGR refere que a colaboração que o deputado à Assembleia Nacional, pelo MPLA, e ex-director do Gabinete de Revitalização e Execução da Comunicação Institucional e Marketing da Administração (GRECIMA) tem mantido nos vários processos em que é acusado deverá servir de atenuante para que o Ministério Público opte por pedir a sua absolvição.

“Tem tido uma postura exemplar nas peças em que vem acusado. É, por isso, muito provável que o Ministério Público venha a pedir a sua absolvição”, prognostica.

O interlocutor observa, no entanto, que “está fora de hipótese” a possibilidade do arquivamento do processo sobre a gestão de Manuel Rabelais, entre 2012 e 2017, do GRECIMA, um extinto órgão que tratava da imagem do Governo angolano.

“Na fase em que se encontra o processo, está fora de hipótese [a não realização do julgamento]. Mas [Manuela Rabelais] tem grandes chances de ser absolvido dos crimes de que é acusado”, insiste o quadro da Procuradoria-Geral da República.

«Entrega voluntária» de órgãos, um importante factor

A postura de Manuel Rabelais no processo que culminou, na semana transacta, com a “entrega voluntária” para a esfera do Estado de órgãos adstritos ao grupo Interactive – TV Palanca, Rádio Global e Agência de Produção de Programas de Áudio e Visual-, de que o ex-ministro é sócio, é apontada pela fonte como factor importante para que a PGR pondere avançar com um pedido para que seja ilibado.

“É um dos sócios que não mostrou resistência para ceder o que foi criado com fundos públicos. Isso vai valer-lhe muito”, sublinha a fonte.

Observa que um dos sócios da Interactive manifestou, entretanto, a dada altura do processo de negociação, insatisfação quanto à entrega da TV Palanca, Rádio Global e Agência de Produção de Programas de Áudio e Visual ao Estado.

“Houve, de facto, um dos sócios que se mostrou resistente à entrega deste património cujo investimento contou com fundos públicos. Mas, pelos últimos acontecimentos, tudo aponta que este terá desistido das objecções”, realça a fonte do Novo Jornal.

- Publicidade -
- Publicidade -

Reações.Violência policial na França: a imprensa estrangeira em choque

Deriva autoritária? Caso George Floyd ao estilo francês? Após a divulgação de imagens da agressão a um produtor negro pela polícia e enquanto uma...
- Publicidade -

Falta de comida leva ursos a atacar túmulos na Rússia

Animais procuraram forma de sobreviver à fome O comportamento incomum dos animais foi observado em mais do que uma cidade, mas foi o município russo...

LIMA tem nova líder no Bengo

A nova presidente provincial do Bengo da Liga da Mulher Angolana (LIMA), Ana Paula Afonso, foi investida, ontem, em Caxito, substituindo Ana José Chumbo. A...

Inocêncio de Matos, morto na manifestação do dia 11 de Novembro, vai hoje a enterrar

Passados 18 dias após a morte de Inocêncio Matos, finalmente será realizado o enterro. A família diz estar ultrapassado o diferendo que os opunha...

Notícias relacionadas

Reações.Violência policial na França: a imprensa estrangeira em choque

Deriva autoritária? Caso George Floyd ao estilo francês? Após a divulgação de imagens da agressão a um produtor negro pela polícia e enquanto uma...

Falta de comida leva ursos a atacar túmulos na Rússia

Animais procuraram forma de sobreviver à fome O comportamento incomum dos animais foi observado em mais do que uma cidade, mas foi o município russo...

LIMA tem nova líder no Bengo

A nova presidente provincial do Bengo da Liga da Mulher Angolana (LIMA), Ana Paula Afonso, foi investida, ontem, em Caxito, substituindo Ana José Chumbo. A...

Inocêncio de Matos, morto na manifestação do dia 11 de Novembro, vai hoje a enterrar

Passados 18 dias após a morte de Inocêncio Matos, finalmente será realizado o enterro. A família diz estar ultrapassado o diferendo que os opunha...

Rafael Marques defende informação transparente sobre capitais recuperados

O jornalista Rafael Marques, que durante os últimos anos denunciou actos de corrupção e desvios de fundos públicos, defendeu, ontem, na cidade do Lubango,...
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Porque? Colaboraçao devia fazê-lo quando exerceu as funçoes, isto é, não roubar. Depois de roubar é que vai colaborar? Não, se assim fôr, os 500 Milhoes de dòlares voltaram, logo, colaboraram tambem os outros. Aqui, até provas em contràrio, so o finado Paulo Jorge colaborou, porque nao se enriqueceu com dinheiro roubado, Agostinho Neto e não vejo outro. De resto, todos sao gatunos

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.