- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Desporto Futebol Alexis Sanchez depois do primeiro treino no United de Mourinho: “O contrato...

Alexis Sanchez depois do primeiro treino no United de Mourinho: “O contrato não pode ser cancelado para que eu regresse ao Arsenal?”

O chileno apontou o dedo ao Manchester United de 2018, então treinado por José Mourinho, revelando mau ambiente e incompreensão por não ter sido mais utilizado pelo técnico português.

Em 2018, quando deixou o Arsenal para ingressar no Manchester United treinado por José Mourinho, esperava-se de Alexis Sanchez que confirmasse a preponderância que vinha mostrando nos Gunners. Mas a estadia em Old Trafford foi tudo menos isso. O chileno marcou cinco golos em 45 jogos antes de se mudar para o Inter de Milão por empréstimo e entretanto em permanência.

Agora, o jogador de 31 anos fez um vídeo para o Instagram, no qual revela, entre muitas outras coisas, que esteve perto do Manchester City antes de optar pelos rivais. Mas a revelação mais significativa é, porventura, a admissão de que um treino sob a batuta de Mourinho foi suficiente para Sanchez perceber que não queria estar ali.

“Tive a oportunidade de ir para o United e isso pareceu-me tentador. Era algo bom para mim porque, quando eu era miúdo, gostava muito do clube. Acabei por assinar sem ter muita informação sobre o negócio. (…) No primeiro treino apercebi-me de muitas coisas. Vim para casa e perguntei ao meu agente: ‘O contrato não pode ser cancelado para que eu regresse ao Arsenal?’ Eles riram-se e eu disse-lhes que algo não batia certo. Mas já tinha assinado,” conta Alexis Sanchez.

José Mourinho acabaria por relegar para o banco aquele que era um dos melhores jogadores da Premier League. Meses depois, o técnico português foi despedido e chegou Ole Gunnar Solskjaer. Sanchez falou com ele: “Disse-lhe que precisava de sair dali, tinha surgido a oportunidade de ir para o Inter. Ele disse-me que não havia problema”.

Antes de se mudar para Old Trafford, Sanchez marcou 80 golos em 166 jogos pelo Arsenal. No United, o chileno recebia mais de 300 mil euros por semana, com um pagamento adicional de 100 mil euros semanais de um acordo de cinco milhões anuais relacionado com direitos de imagem.

- Publicidade -
- Publicidade -

“O Mali está sob o controlo profundamente cerrado das Forças Armadas”

O Presidente de transição do Mali, nos próximos 18 meses, vai ser o coronel na reserva, Bah N’Daw, auxiliado pelo vice-presidente que é o...
- Publicidade -

Dois policiais são baleados durante protestos em Louisville, nos EUA

Nesta quarta-feira (23), dois policiais foram baleados durante protestos em andamento em Louisville, nos Estados Unidos. As manifestações ocorrem após condenação de apenas um...

Justiça alemã abre novo inquérito contra suspeito do desaparecimento de Maddie McCann

O caso Maddie conheceu novos desenvolvimentos no início de Junho, com a identificação de Christian B., 43 anos, um pedófilo reincidente já condenado por...

Chuva deixa destruição na Guiné-Bissau

As chuvas torrenciais que se registaram, nos últimos tempos, na Guiné-Bissau, deixaram marcas de destruição. Da capital, Bissau, ao interior do país, cerca de mil...

Notícias relacionadas

“O Mali está sob o controlo profundamente cerrado das Forças Armadas”

O Presidente de transição do Mali, nos próximos 18 meses, vai ser o coronel na reserva, Bah N’Daw, auxiliado pelo vice-presidente que é o...

Dois policiais são baleados durante protestos em Louisville, nos EUA

Nesta quarta-feira (23), dois policiais foram baleados durante protestos em andamento em Louisville, nos Estados Unidos. As manifestações ocorrem após condenação de apenas um...

Justiça alemã abre novo inquérito contra suspeito do desaparecimento de Maddie McCann

O caso Maddie conheceu novos desenvolvimentos no início de Junho, com a identificação de Christian B., 43 anos, um pedófilo reincidente já condenado por...

Chuva deixa destruição na Guiné-Bissau

As chuvas torrenciais que se registaram, nos últimos tempos, na Guiné-Bissau, deixaram marcas de destruição. Da capital, Bissau, ao interior do país, cerca de mil...

Portugal, país euroafricano

Portugal é há muito um país euroafricano não assumido. Vozes como a da historiadora e professora Isabel de Castro Henriques, que estudam as marcas...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.