- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política PRA-JA SERVIR Angola lança cronologia que traça trajectória de todo o processo...

PRA-JA SERVIR Angola lança cronologia que traça trajectória de todo o processo desde que foi pedida a legalização junto do TC

A comissão instaladora do PRA-JA SERVIR Angola lançou esta sexta-feira, 04, uma cronologia intitulada “O longo caminho para a legalização e a obstrução constitucional” que descreve o esforço de legalização do partido junto do Tribunal Constitucional e contém todos documentos enviados ao TC e os despachos recebidos pelo projecto político encabeçado por Abel Chivukuvuku.

A cronologia de 78 páginas, traça a trajectória de todo processo desde que foi pedida a legalização do PRA-JA Servir Angola junto do Constitucional.

Segundo um dos membros da comissão instaladora, Xavier Jaime, o Tribunal Constitucional continua a obedecer às ordens do MPLA para destruir o projecto político.

“Como tudo começou e aqui chegados”, lê-se na cronologia que refere que a comissão directiva do PRA-JA SERVIR Angola “conclama a todos os seus quadros que continuem com o trabalho de organização e estruturação, sempre em sintonia com os anseios mais urgentes do povo, sob orientação do seu líder, Abel Chivukuvuku”.

“Lançamos esta cronologia para informarmos a opinião pública nacional e internacional, face ao comportamento do Tribunal Constitucional, que, sob influência do MPLA, inviabiliza a legalização do PRA-JA SERVIR Angola”, disse ao Novo Jornal Xavier Jaime.

Abel Chivukuvuu disse na quinta-feira, 03, que o projecto político “encontrará a forma mais adequada para, ao lado de outros cidadãos de boa vontade, participar da vida política nacional na luta contra a força da maldade cujo valor principal é o roubo”.

O PRA-JA Servir Angola, segundo um comunicado distribuído à imprensa, vai estudar e considerar a possibilidade de apresentar uma queixa-crime contra pessoa não conhecida, por suspeita de adulteração de documentos e dados apresentados ao gabinete dos partidos políticos do Tribunal Constitucional pela comissão instaladora deste projecto político.

De acordo com o documento, a organização vai desenvolver um conjunto de acções políticas e diplomáticas internas e externas com vista a esclarecer o processo de legalização.

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Laboratório de RTPCR de Benguela avariado

Duas mil amostras estão pendentes devido a uma avaria registada no único laboratório de testagem da Covid-19 (RTPCR) de Benguela, que atende a região...
- Publicidade -

Garimpeiros morrem soterrados em Chipindo

Um desabamento de terra em minas ilegais de exploração de ouro provocou a morte de três garimpeiros no município de Chipindo, que dista a...

MPLA lamenta morte do deputado Mendes Bartolomeu

O Secretariado do Bureau Político do MPLA, manifestou, nesta terça-feira, consternação pela morte do deputado Mendes Bartolomeu. O deputado do MPLA morreu, nesta terça-feira, numa...

Empresa de Isabel dos Santos impugna nacionalização de Efacec

A Winterfell, empresa de Isabel dos Santos que controlava a Efacec, anunciou ter apresentado uma acção de impugnação da decisão do Governo português de...

Notícias relacionadas

Covid-19: Laboratório de RTPCR de Benguela avariado

Duas mil amostras estão pendentes devido a uma avaria registada no único laboratório de testagem da Covid-19 (RTPCR) de Benguela, que atende a região...

Garimpeiros morrem soterrados em Chipindo

Um desabamento de terra em minas ilegais de exploração de ouro provocou a morte de três garimpeiros no município de Chipindo, que dista a...

MPLA lamenta morte do deputado Mendes Bartolomeu

O Secretariado do Bureau Político do MPLA, manifestou, nesta terça-feira, consternação pela morte do deputado Mendes Bartolomeu. O deputado do MPLA morreu, nesta terça-feira, numa...

Empresa de Isabel dos Santos impugna nacionalização de Efacec

A Winterfell, empresa de Isabel dos Santos que controlava a Efacec, anunciou ter apresentado uma acção de impugnação da decisão do Governo português de...

Serena “escuta” o tendão de Aquiles e decide abandonar Roland Garros

Serena Williams optou por desistir do torneio de Roland Garros pouco antes de enfrentar a búlgara Tsvetana Pironkova e volta a perder a oportunidade...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.