- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Covid-19 Covid-19: Angola com uma das mais altas taxas de letalidade

Covid-19: Angola com uma das mais altas taxas de letalidade

Com uma taxa de letalidade de 4.2 por cento, correspondente a 106 óbitos em 2.471 casos de infecção, Angola possui uma das cifras de mortes por Covid-19 das mais altas do mundo, fixada em 3.2 por cento, informou hoje, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

Franco Mufinda recordou que a taxa de letalidade já foi mais alta ainda que a actual, tendo baixado devido aos “esforços que se faz na recuperação de pacientes”.

Justificou a alta taxa de mortalidade com o facto dos doentes, sobretudo, os em estado grave, possuírem outras enfermidades crónicas não controladas, e que, às vezes, chegam ao hospital já em estado crítico, precipitando a morte.

“Apelamos a cultura de hábitos saudáveis, não fumar, praticar exercícios físicos, não obstante estarmos em ambientes de restrições, não ingestão excessiva de álcool. Equilíbrio da alimentação, preocupar-se com a sua saúde”, recomendou.

Apesar de a África registar nesse momento uma redução de 20 por cento em termos taxa de infecção, recordou que Angola ainda está na fase crescente de casos e que se exige o redobrar das medidas de prevenção para se cortar a cadeia de transmissão.

“Isso acaba por expressar, uma vez mais, o trabalho que desenvolvemos de recuperar mais pessoa e se evitar que o número suba”, disse.

Para cortar a cadeia de transmissão, está a se fazer um trabalho que visa diminuir novos casos de infecção e, sobretudo, mortes, que consiste em formação de pessoas para aumentar a educação sanitária comunitária.

Apontou ainda o aumento da capacidade institucional, com a criação de mais unidades sanitárias, como o de campanha inaugurado hoje na província da Lunda Norte, com capacidade para 200 camas.

Ainda no quadro do reforço da capacidade institucional informou que está em Luanda um grupo de 20 técnicos laboratoriais oriundo do Uíge, Lunda Norte e Huambo, que vão trabalhar na montagem dos laboratórios de biologia molecular a serem instalados nessas províncias por uma empresa chinesa.

- Publicidade -
FonteAngop
- Publicidade -

Entre o silêncio e o gueto

No texto anterior desta coluna, lembrei que a presença africana em Portugal, incluindo quer os berberes e os árabes do norte de África quer...
- Publicidade -

PF faz buscas na casa do governador de SC devido a suposta fraude na compra de respiradores

Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal cumprem na quarta-feira (30) mandado de busca e apreensão na residência do governador de Santa Catarina,...

ENDIAMA acusa ex-trabalhadores de tentarem paralisar actividade da empresa

A Empresa Nacional de Diamantes de Angola (ENDIAMA) acusou hoje um grupo de ex-trabalhadores de tentarem paralisar as actividades da companhia como forma de...

Há 302 surtos de covid-19 no país: Norte e Lisboa são as piores regiões

Portugal tem 302 surtos ativos no país, a maior parte no Norte, todos eles caracterizados pelas autoridades de saúde. Quem o disse foi a...

Notícias relacionadas

Entre o silêncio e o gueto

No texto anterior desta coluna, lembrei que a presença africana em Portugal, incluindo quer os berberes e os árabes do norte de África quer...

PF faz buscas na casa do governador de SC devido a suposta fraude na compra de respiradores

Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal cumprem na quarta-feira (30) mandado de busca e apreensão na residência do governador de Santa Catarina,...

ENDIAMA acusa ex-trabalhadores de tentarem paralisar actividade da empresa

A Empresa Nacional de Diamantes de Angola (ENDIAMA) acusou hoje um grupo de ex-trabalhadores de tentarem paralisar as actividades da companhia como forma de...

Há 302 surtos de covid-19 no país: Norte e Lisboa são as piores regiões

Portugal tem 302 surtos ativos no país, a maior parte no Norte, todos eles caracterizados pelas autoridades de saúde. Quem o disse foi a...

Governo reorienta recursos para os esforços da guerra

O ministro da Economia e Finanças de Moçambique admitiu, ontem, em Maputo, que o conflito armado na província de Cabo Delgado, no Norte do...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.