- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Brasil IBGE: Brasil se aproxima da marca de 212 milhões de habitantes

IBGE: Brasil se aproxima da marca de 212 milhões de habitantes

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estimou em 211.755.692 o número de habitantes do Brasil em seu último levantamento, finalizado em julho e publicado nesta quinta-feira (27).

De acordo com o estudo do IBGE, houve um crescimento de 0,77% em relação a 2019. Atualmente, 21,9% da população brasileira se encontra concentrada em apenas 17 dos 5.570 municípios do país, sendo 14 capitais. São Paulo lidera a lista (12,3 milhões de habitantes), seguido pelo Rio de Janeiro (6,75 milhões), Brasília (3,05 milhões) e Salvador (2,88 milhões), enquanto a Serra da Saudade, em Minas Gerais, aparece na última posição, com apenas 776 habitantes.

“Na última década, as estimativas indicam aumento gradativo da quantidade de grandes municípios no país. No Censo de 2010, somente 38 cidades tinham população superior a 500 mil habitantes, e 15 delas tinham mais de um milhão de moradores. Já em 2020, eram 49 os municípios brasileiros com mais de 500 mil habitantes, sendo 17 os que superavam a marca de um milhão de habitantes”, informou o instituto.

Ainda segundo o IBGE, 1.565 cidades (28,1%) apresentaram redução populacional nesse período, ao passo que pouco mais da metade (52,1%) teve crescimento de zero a 1% e 205 municípios tiveram crescimento igual ou maior do que 2%.

Os dados compilados pelo instituto indicam uma tendência segundo a qual os municípios de pequeno porte estão perdendo moradores, enquanto os de médio porte estão crescendo e os maiores estão em situação estável.

“No ranking dos estados, São Paulo segue como o mais populoso, com 46,3 milhões de habitantes, concentrando 21,9% da população total do país, seguido de Minas Gerais (21,3 milhões de habitantes), e do Rio de Janeiro (17,4 milhões). Os cinco estados menos populosos, que somam cerca de 5,7 milhões de pessoas, estão todos na Região Norte: Roraima, Amapá, Acre, Tocantins e Rondônia.”

- Publicidade -
FonteSputnik
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.