- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Deslocados de Cabo Delgado vivem em condições deploráveis

Deslocados de Cabo Delgado vivem em condições deploráveis

Os deslocados dos ataques terroristas vivem em condições deploráveis na província de Cabo Delgado. A denúncia é da Comissão Nacional dos Direitos Humanos que lamenta a situação.

Para Luís Bitone, presidente da Comissão Nacional dos Direitos Humanos a situação que se vive em Cabo Delgado, constatada por brigadas que se deslocaram ao terreno, revelam preocupação: “o número de deslocados internos está a crescer cada vez mais. Estamos a falar de mais de 200 mil a nível do país, mas só num centro em Cabo Delgado contamos 25 mil. Também constatamos que há deslocados que vivem em famílias, em casa de famílias ou em famílias de acolhimento em números exagerados; Só para dar um exemplo, casas onde vivem 40/50 pessoas, imagine qual é a consequência sob o ponto de vista de forma de habitação.”

Luís Bitone revela também com preocupação o facto dos deslocados não possuírem documentos de identificação.

A Comissão Nacional dos Direitos Humanos de Moçambique garante que vai continuar a monitorar a situação em que vivem os deslocados dos ataques terroristas que já provocaram mais de mil vítimas mortais desde o seu início, em finais de 2017.

- Publicidade -
FonteRFI
- Publicidade -

Inapem e BODIVA juntam-se para ajudar empresas a obter financiamentos

A Bolsa de Divida e Valores de Angola (Bodiva) e o Instituto de Nacional de Pequenas e Medias Empresas (Inapem) celebraram um protocolo que...
- Publicidade -

Covid-19: Angolanos na África do Sul lançam “grito” de socorro

Centenas de cidadãos angolanos retidos na África do Sul por força da pandemia do coronavírus voltaram a lançar, nesta quinta-feira, um pedido para o...

Moçambique e África Sul reabrem fronteiras

O presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Agostinho Vuma, acredita que a reabertura das fronteiras entre Moçambique e África do Sul, prevista...

Criada Biblioteca Escolar na Orquestra Camunga

A iniciativa “Um Livro Uma criança Muitas Leituras” criou, na sexta feira, a Biblioteca Escolar da Orquestra Sinfónica Camunga, na Samba, Luanda, com a...

Notícias relacionadas

Inapem e BODIVA juntam-se para ajudar empresas a obter financiamentos

A Bolsa de Divida e Valores de Angola (Bodiva) e o Instituto de Nacional de Pequenas e Medias Empresas (Inapem) celebraram um protocolo que...

Covid-19: Angolanos na África do Sul lançam “grito” de socorro

Centenas de cidadãos angolanos retidos na África do Sul por força da pandemia do coronavírus voltaram a lançar, nesta quinta-feira, um pedido para o...

Moçambique e África Sul reabrem fronteiras

O presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Agostinho Vuma, acredita que a reabertura das fronteiras entre Moçambique e África do Sul, prevista...

Criada Biblioteca Escolar na Orquestra Camunga

A iniciativa “Um Livro Uma criança Muitas Leituras” criou, na sexta feira, a Biblioteca Escolar da Orquestra Sinfónica Camunga, na Samba, Luanda, com a...

Migrantes ilegais fogem de quartel em Tavira

Um grupo de 17 migrantes ilegais fugiu, durante a madrugada desta quinta-feira, do quartel do exército, em Tavira. Oito já foram capturados pelas autoridades, sendo...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.