InicioAngolaSociedadeCovid-19: Mais de 300 angolanos retidos na RDC regressam ao país

Covid-19: Mais de 300 angolanos retidos na RDC regressam ao país

Trezentos e 77 cidadãos angolanos que se encontravam retidos na República Democrática do Congo (RDC), desde Março último, devido ao encerramento das fronteiras, por conta da Covid-19, regressaram ao país pela fronteira terrestre do Luvo, 60 quilómetros a norte da cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire.

Esses compatriotas, entre crianças, jovens e adultos, se encontravam confinados em Kimpese, Songololo, Kuilungongo, entre outras localidades da região do Congo Central (ex-Baixo Congo).

Regressaram com apoio da comissão provincial multissectorial de combate à Covid-19 que disponibilizou meios de transportes.

O supervisor provincial da saúde, Andrade Lunzayilawo Kianzuaku, disse, nesta segunda-feira, em declarações à imprensa, que esses concidadãos estão retidos momentaneamente na comuna fronteiriça do Luvo para testes rápidos de Covid-19, com vista a aferir o estado serológico de cada cidadão.

De acordo com a fonte, depois de testes rápidos os resultados de eventuais casos reactivos (suspeitos) serão encaminhados para laboratórios de referência da capital do país, Luanda.

“Todos os cidadãos recém-chegados da RDC estão a ser testados e só deverão deixar a sede comunal do Luvo depois de cumprirem com a quarentena institucional, que são 14 dias”, explicou.

Acrescentou que após terminarem o período de quarentena, esses cidadãos deverão seguir viagem para as suas províncias de origem como Zaire, Uíge e Luanda.

A província do Zaire já conta com 20 casos positivos da Covid-19, sendo 19 no Soyo e um em Mbanza Kongo.

FonteAngop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.