- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Necrologia MPLA lamenta morte de Domingos Vieira Dias

MPLA lamenta morte de Domingos Vieira Dias

O Secretariado do Bureau Político do MPLA manifestou, ontem, “imenso pesar” pelo falecimento de Domingos Vieira Dias Tomás, antigo membro do Comité Central, ocorrido no sábado, em Lisboa, por doença, aos 61 anos de idade.

Segundo uma nota de condolências, Domingos Vieira Dias Tomás foi um respeitado professor e director do emblemático Magistério Primário de Luanda entre 1999 e 2013. Foi, igualmente, um empenhado defensor de políticas educativas viradas para o desenvolvimento integral de Angola, considerando o seu desaparecimento físico “uma perda irreparável”.

Invulgar na simplicidade e afável no trato social, acrescenta a nota, “Minguito”, como era carinhosamente tratado, prestou o seu melhor contributo à causa do Partido, cumprindo com zelo, dedicação e sentido patriótico as missões que lhe foram confiadas.

Domingos Vieira Dias Tomás foi membro do Comité Provincial de Luanda e desempenhou o cargo de primeiro secretário do Comité de Especialidade dos Professores, destacando-se como um grande mobilizador e activista político. “Pelo infausto acontecimento, o Secretariado do Bureau Político do MPLA associa-se à dor da família enlutada, endereçando sentidas condolências”. (Jornal de Angola)

BAIRRO PRENDA LAMENTA MORTE DE FIGURA CARISMÁTICA

Que o Minguito era uma figura de respeito, ninguém põe em dúvida no Bairro Prenda, onde viveu parte da sua infância. Fino no trato com o próximo, Minguito era conhecido,  pela sua exemplar educação. Dizem os amigos nunca ter deixado alguém indisposto, por uma reacção ou situação negativa. Aliás, na sua família, não se conhecem situações de carácter pejorativo.

Amigo de todos os que solicitassem os seus préstimos, nunca negou uma solução dos problemas, exibindo sempre a atenção devida com um sorriso nos lábios. Bom futebolista, excelente conversador, professor, homem de cultura e político de primeira água, destacou-se no MPLA, como um exemplo de dignidade e militância activa, pertencendo ao naipe de jovens quadros de elevada categoria, que o partido maioritário conseguiu arregimentar nas suas fileiras, colocando-o na sua superestrutura.

Na hora do adeus, os amigos, familiares e este colectivo do PA curvam-se à memória do cidadão exemplar, que nos deixa comovidos pelo seu desaparecimento prematuro, com eterna saudade! (Portal de Angola)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.